Esta foto foi escolhida pela BBC 28 de setembro, 2012 como uma das 20 mais bonitas

Sejamos proativos nas questões relacionadas às mudanças climáticas, pois não seremos poupados de seus efeitos devastadores a curto e longo prazo.
gmsnat@yahoo.com.br
Um Blog diferente. Para pessoas diferentes!

Grato por apreciar o Blog.
Comentários relevantes e corteses são incentivados. Dúvidas, críticas construtivas e até mesmo debates também são bem-vindos. Comentários que caracterizem ataques pessoais, insultos, ofensivos, spam ou inadequados ao tema do post serão editados ou apagados.

CONATEDU

CONATEDU
CONATEdu 3.0 - Congresso Nacional de Tecnologias na Educação

quinta-feira, 26 de setembro de 2013

ENDOCITOSE A ALIMENTAÇÃO DAS CÉLULAS

Usando um processo chamado endocitose, elas ingerem nutrientes, líquidos, proteínas e outras moléculas importantes para a manutenção de suas atividades.
Uma equipe internacional de pesquisadores recentemente revelou novos detalhes sobre a endocitose – uma atividade que, quando apresenta problemas, pode ocasionar doenças como a distrofia muscular, a doença de Alzheimer e a leucemia.
Durante a endocitose, a membrana celular se curva para dentro, formando uma espécie de boca capaz de engolir os nutrientes necessários. Anteriormente, os cientistas acreditavam que esta ação exigia um grande fornecimento de energia celular. Eles também suspeitavam que a atividade fosse conduzida por uma “competição de empurrar” na membrana, entre as proteínas chamadas de diaminas e as moléculas oleosas chamadas de lipídios.
Célula e a Endocitose
A equipe responsável pela pesquisa, que incluiu cientistas do Instituto National da Saúde dos Estados Unidos e pesquisadores financiados por esta instituição do Centro Médico do Sudoeste dos EUA, que faz parte da Universidade do Texas, concluiu que esse é um processo muito mais tranquilo e menos conflituoso: a diamina e os lipídios trabalham em conjunto, necessitando de apenas uma modesta quantidade de energia para permitir que uma bela refeição entre na célula.
O início do processo, entretanto, não é tão harmonioso assim. No local onde a membrana começa a se curvar, a diamina e as moléculas lipídicas são agrupadas de uma maneira um tanto desconfortável. Os lípidos, mais flexíveis do que as proteínas, se deslocam para dentro da membrana para aliviar a superlotação. Ao fazer isso, a membrana se curva ainda mais, formando uma boca escancarada em torno da refeição. O processo continua até que as duas bordas da membrana se encontrem, envolvendo totalmente o alimento.
A diamina sela o fechamento da boca ao cercar a região onde os lábios se encontram e apertar a membrana. Finalmente, a energia celular chamada GTP entra em ação, liberando o alimento para dentro da célula. E bom apetite!
Assim como uma boa refeição pode ser arruinada pela indigestão, a endocitose pode ser atrapalhada por parasitas, bactérias e vírus que entram e infectam as células humanas. Conforme os pesquisadores aprendem mais sobre a endocitose, eles podem ser capazes de encontrar maneiras de evitar esse tipo de infecção.
Fonte: Live Science

Nenhum comentário:

Postar um comentário