Esta foto foi escolhida pela BBC 28 de setembro, 2012 como uma das 20 mais bonitas

Sejamos proativos nas questões relacionadas às mudanças climáticas, pois não seremos poupados de seus efeitos devastadores a curto e longo prazo.
gmsnat@yahoo.com.br
Um Blog diferente. Para pessoas diferentes!

Grato por apreciar o Blog.
Comentários relevantes e corteses são incentivados. Dúvidas, críticas construtivas e até mesmo debates também são bem-vindos. Comentários que caracterizem ataques pessoais, insultos, ofensivos, spam ou inadequados ao tema do post serão editados ou apagados.

EAD

terça-feira, 31 de maio de 2011

O ORGONITE CONTRA A POLUIÇÃO ELETROMAGNÉTICA


Mais conhecido como Quebra Torres (TowerBusters/TB's)
ORGONITE
Colocados a uma distância máxima de 500 metros das antenas de comunicação das torres de celular ou outra qualquer fonte de poluição eletromagnética, elimina essa poluição eficaz e permanentemente transmutando-a em orgônio.
O termo "orgonite" foi primeiro usado por Karl Welz para designar a sua mistura de metal-resina-quartzo em meados da década de 90. A tecnologia de Welz é diferente até da mais simples "orgonite táctica" sendo que Welz usa partículas de metal muito finas e quartzo em pó.
Dois anos mais tarde Don Croft, enquanto fazia experiências com acumuladores de orgone pelo modelo de Reich, ouve falar de um amigo sobre a tecnologia de Welz e começa a fazer as suas próprias experiências. Estas experiências culminam em 2001 quando Don e Carol Croft fazem um simples HHG (Granada Sagrada) a primeira peça de tecnologia orgonite, tal como é mais conhecida hoje em dia.
No início Don Croft nem sequer chamou a sua tecnologia "orgonite" mas, mais tarde o termo ganhou uso por ser fácil de usar e concentrar o significado. Hoje em dia quem usa o termo "orgonite" refere-se normalmente à "orgonite táctica" de Don Croft.
A orgonite é uma simples mistura de resina industrial e limalhas (ou aparas) de metal. Um cristal de quartzo é também adicionado pois dá uma força muito maior à orgonite.
A orgonite gera Orgone Positivo enquanto absorve e transforma Orgone Negativo em Orgone Positivo.
Visão geral
Basicamente, orgonite é simplesmente resina de fibra de vidro, limalha metálica e cristal de quartzo, endurecido em qualquer molde a teu gosto. Não há uma forma correta ou tamanho para a orgonite, e o efeito do seu alcance parece ser diretamente proporcional ao seu volume, embora haja modelos específicos, experimentados já à alguns tempos, largamente usados e repetidamente confirmados como efetivos devido ao seu desenho. como cones pirâmides círculos etc., podem ter qualquer forma e tamanho, até como pingentes de colar para uso diário, no próprio corpo.
ORGONITE DECORADO
 ALGUNS FATOS SOBRE A ORGONITE
  • É simples e fácil de fazer, e trabalha continuamente;
  • Muda a energia negativa para energia positiva;
  • Purifica a atmosfera, despoluí a água, e acaba com a secura e aridez;
  • Repele pragas ajuda as plantas a crescer melhor precisando de menos água;
  • Diminui os efeitos negativos das radiações de eletromagnéticas;
  • Desarma e repele formas de vida predatórias;
  • Inspira um comportamento agradável, equilibrado, alegre e feliz;
  • Frequentemente cura insónia e pesadelos crónicos;
  • Ajuda a acordar as suas capacidades psíquicas inatas;
Como fazer um Orgonite
Material:
Aparas/limalha de metal: Não devem ser muito finas nem muito grossas, as com cerca de 5mm de comprimento provaram ser as mais eficazes. Podem ser de qualquer metal as mais comuns são de alumínio, as de cobre são as melhores. Procure numa empresa que trabalhe com metais na sua área e peça para lhe venderem um balde de limalhas, provavelmente até lhes darão com certeza que vão te perguntar para que as quer, responda simples e honestamente se se sentir à vontade com o assunto da orgonite... Explique-lhes, senão indique-lhes um site ou diga-lhes que é para prestar um serviço público, projeto artístico ou mesmo um projeto científico. De qualquer forma ficará surpreendido como as pessoas irão entender se tiver algum tempo para lhes explicar, expressivamente, do que se trata de coração.
LIMALHAS
Cristais de quartzo: qualquer cristal de quartzo irá funcionar perfeitamente nos dispositivos de campo em orgonite. Irá achar este tipo de cristais de quartzo mais baratos em qualquer loja de minerais, ou que trabalhem com material esotérico.
QUARTZO
Fibra de vidro / Resina Epoxi: Este é o componente mais caro da orgonite. Qualquer tipo de resina orgânica serve, mas a resina líquida de fibra de vidro é mais fácil de trabalhar. As resinas requerem um aditivo químico adicional chamado endurecedor.
Moldes: Estes dependem do tipo específico de dispositivo que quer criar com a orgonite, mas qualquer molde que suporte temperaturas de fervura (água) servem. Evite plásticos a não ser  que sejam próprios para o micro-ondas, pois a reação química quando ocorre aquece e pode derreter facilmente os plásticos normais. Geralmente os moldes em metal parecem ser os melhores. OS MOLDES DEVEM SER UNTADOS COM UMA GORDURA QUALQUER (óleo de cozinha, motor... ou outro qualquer lubrificante), para facilmente poder libertar a orgonite dos moldes.
MOLDES COM CRISTAIS DE QUARTZO
Segurança: As resinas orgânicas emitem vapores tóxicos antes e durante o processo de endurecimento, trabalhe em locais bem ventilados, usa roupas velhas, e se possível use máscara, óculos protetores e luvas.
1. Encher os moldes de limalhas que se forem muito pequenas é preferível misturá-las primeiro com a resina catalisada como se se fizesse massa de cimento e de seguida despejar a mistura nos moldes com o cristal no meio.
2. Juntar o quartzo e cobrir com limalhas acabando de encher o molde
3. Juntar a resina
4. Deixar secar

 VÍDEO ENSINANDO A MONTAR UM ORGONITE

Mais informação no site: http://orgonite.co.cc/index.php?pagina=6

USO DO CELULAR PODE CAUSAR CÂNCER NO CÉREBRO E AFETAR A COGNIÇÃO

A Organização Mundial da Saúde alertou nesta terça-feira para a existência de uma relação entre o uso de celulares e o desenvolvimento de câncer. A agência agora classifica o uso dos aparelhos na categoria de potencial cancerígeno, a mesma para chumbo e clorofórmio.
Antes do anúncio, a OMS chegou a garantir aos consumidores que nenhum aviso de risco à saúde havia sido estabelecido. Mas uma equipe de 31 cientistas de 14 países tomou a decisão de revisar estudos sobre segurança dos celulares. O grupo descobriu evidências suficientes para classificar a exposição pessoal como "possivelmente cancerígena para humanos".
Isso significa que, até agora, não há pesquisas suficientes para esclarecer se a radiação de celulares é segura, mas há dados o bastante mostrando uma possível relação à qual os consumidores deveriam ficar atentos.
- O maior problema que nós temos é que sabemos que fatores ambientais precisam de décadas de exposição até realmente vermos as consequências - disse à CNN Keith Black, neurologista chefe do Cedars - Sinai Medical Center, em Los Angeles, nos Estados Unidos.
O tipo de radiação emitida por um celular é chamada não ionizante. Não é como um aparelho de Raio-X, mas se parece mais com um forno micro-ondas de muito baixa potência.
Risco de Morte
- O que as micro-ondas de radiação fazem, nos termos mais simplistas, é parecido com o que acontece com a comida no micro-ondas, só que com o nosso cérebro. Então, além de poder acarretar o desenvolvimento de tumores, elas poderiam causar uma série de outros efeitos, como danificar a função de memória cognitiva, já que os lobos de memória temporal ficam onde seguramos nossos celulares - completa Black.
A Agência Europeia de Meio Ambiente solicitou a realização de novos estudos, afirmando que os celulares podem ser um risco à saúde pública como a fumaça, amianto e gasolina com chumbo. O coordenador de um instituto de pesquisa sobre câncer na Universidade de Pittsburg enviou um memorando a todos os funcionários pedindo a eles que limitassem o uso de celulares, devido ao risco de desenvolver câncer.
Por O Globo | Agência O Globo

Nota do Blog: A Organização Mundial de Saúde (OMS) criou um comitê internacional para estudar os efeitos da radiação gerada pelos campos magnéticos sobre a saúde e o meio ambiente. A comissão deveria divulgar um aparecer sobre o assunto até o final de 2005, mas, quanto tempo demorou-se para divulgar este estudo. A polêmica continuará dominando a questão e a preocupação com os possíveis efeitos das ondas eletromagnéticas continuará no centro de discussões científicas.
Nas últimas décadas, a tecnologia moderna desenvolveu vários emissores de radiação que são largamente empregados em redes de infraestrutura elétrica e de telecomunicações. Redes de transmissão de energia, torres de alta tensão, antenas de televisão, de rádio e de telefonia celular, computadores, televisores, micro-ondas e aparelhos celulares, expandiram os campos eletromagnéticos que podem vencer diversos obstáculos físicos, como gases, atmosfera, água e paredes.
O excesso de ondas eletromagnéticas emitidas por equipamentos elétricos e eletrônicos produz um tipo de poluição imperceptível capaz de influenciar o comportamento celular do organismo humano, danificar aparelhos elétricos e até desorientar o voo de algumas aves. Ninguém pode vê-la, mas a poluição eletromagnética está espalhada por toda à parte, ocupando o espaço e atravessando qualquer tipo de matéria viva ou inorgânica. 
Onde vamos parar?

O CITOPLASMA E SEUS MOVIMENTOS - E O HISTÓRICO DO ESTUDO DA CÉLULA

É útil observar os movimentos dentro de uma célula. O próprio citoesqueleto, sempre se alterando, uma selva dinâmica de cordas e varas que estão sempre amarradas e separadas; os filamentos podem se agrupar e depois desaparecer em questão de minutos. Ao longo dessas trilhas e cabos, as organelas e vesículas aceleram para frente e para trás, correm de um lado para o outro do comprimento da célula numa fração de segundos. O retículo endoplasmático e as moléculas que preenchem cada espaço livre em agitação térmica – com proteínas não ligadas zunindo ao redor tão rapidamente, que, mesmo se movimentando ao acaso, elas visitam cada canto da célula em poucos segundos, colidindo constantemente como uma tempestade de poeira de moléculas orgânicas menores.
Citoplasma e seu conteúdo
É claro, que a natureza alvoroçada do interior da célula, nem os detalhes da estrutura da célula foram apreciados quando os cientistas olharam pela primeira vez através de um microscópio; só se passou a compreender sobre a estrutura celular gradativa e lentamente, algumas das descobertas-chaves (marcos históricos) estão listadas abaixo, bem como o resumo das diferenças entre células animais, vegetais e bacterianas.
CRONOLOGIA HISTÓRICA NO ESTUDO DA CÉLULA
1665 – Hooke utiliza um microscópio para descrição de pequenos poros em cortes de cortiça que batizou de células;
1674 – Leeuwenhoek descreve sua descoberta dos protozoários. Nove anos depois, ele viu bactérias pela primeira vez;
1833 – Brown publica as suas observações ao microscópio, de orquídeas, descrevendo claramente o núcleo da célula;
1838 – Schleiden e Schwann propõem a teoria celular, estabelecendo que a célula nucleada é o pilar universal de construção de tecidos vegetais e animas;
1857 – Kölliker descreve a mitocôndria em células musculares;
1879 – Flemming descreve com clareza o comportamento dos cromossomos durante a mitose em células animais;
1881 – Cajal e outros histologistas desenvolvem métodos de coloração que revelam a estrutura das células nervosas e a organização do tecido neural;
1898 – Golgi vê pela primeira vez, e descreve o Aparelho de Golgi, através da coloração com Nitrato de Prata (AgNO3);
1902 – Boveri associa cromossomos e hereditariedade pela observação do comportamento dos cromossomos durante a reprodução sexual;
1952 – Palade, Porter e Sjöstrand desenvolvem métodos de microscopia eletrônica que permitiram que várias estruturas intracelulares fossem visualizadas pela primeira vez. Em uma das aplicações dessas técnicas, Huxley mostra que o musculo contem arranjos de filamentos de proteínas – a evidência do citoesqueleto;
1957 – Robertson descreve a estrutura de bicamada da membrana celular, vista pela primeira vez ao microscópio eletrônico;
1960 – Kendrew descreve detalhadamente a primeira estrutura protéica (mioglobina de espermatozoide de baleia) a uma resolução de 0,2 nm utilizando cristalografia por raios-X. Perutz propõe uma estrutura para a hemoglobina a uma resolução menor;
1968 – Petran e colaboradores constroem o primeiro microscópio confocal;
1974 – Lazarides e Weber desenvolvem o uso de anticorpos fluorescentes para corar o citoesqueleto;
1994 – Chalfie e colaboradores introduzem a proteína verde fluorescente (GFP) como um marcador na microscopia.
PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS DAS CÉLULAS ANIMAIS, VEGETAIS E BACTERIANAS
Características das células
Fonte: Fundamentos da Biologia Celular – Alberts, Bray, Hopkin, Johnson, Lewis, Roberts e Walter – 2006.

segunda-feira, 30 de maio de 2011

ALEMANHA ABRIRÁ MÃO DO USO DE ENERGIA NUCLEAR

A Alemanha, a primeira grande potência industrial que renuncia à energia nuclear, decidiu nesta segunda-feira fechar os últimos reatores do país em 2022 após a catástrofe da central nuclear japonesa de Fukushima.
"Após longas consultas, a coalizão chegou a um acordo para dar fim ao recurso à energia elétrica", declarou o ministro do Meio Ambiente, Norbert Rottgen, após sete horas de negociações no escritório da chanceler Angela Merkel.
Quatorze dos 17 reatores alemães não estarão mais em serviço no fim de 2021 e os três últimos - os mais novos - serão utilizados até 2022 no mais tardar, explicou o ministro, que chamou a decisão de "irreversível".
Usina Nuclear - Alemanha
Os sete reatores alemães mais antigos já haviam sido desconectados da rede de produção de energia elétrica, à espera de uma auditoria solicitada em março por Angela Merkel após a catástrofe da central nuclear de Fukushima.
Os sete - além de um oitavo, que registra falhas reiteradas - não serão mais reativados, segundo o ministro.
O governo formalizará a decisão em 6 de junho.
A Alemanha terá que encontrar até 2022 uma forma de produzir 22% de sua energia elétrica, atualmente assegurados pelas centrais atômicas.
"Nosso sistema de energia deve e pode ser fundamentalmente modificado", afirmou Angela Merkel nesta segunda-feira.
Os Verdes, que viram sua popularidade disparar após o acidente de Fukushima, insistem na necessidade de recorrer às energias renováveis, ao invés das centrais de carvão.
"Não se trata apenas de saber como sairemos da energia nuclear, mas também a que velocidade, e com que ambição, ingressamos nas energias renováveis", destacou Claudia Roth, uma das líderes dos Verdes.
Ao decretar o fim da era nuclear civil em 2022, Merkel retoma uma das promessas mais importantes do início de seu segundo mandato, que foi também uma das principais de sua campanha para as legislativas de 2009.
No fim de 2010, a chanceler alemã conseguiu aprovar uma prorrogação de 12 anos em média para a duração legal da exploração dos reatores do país, contra a opinião pública do país, o que provocou uma explosão do sentimento antinuclear na Alemanha.
O governo precedente de social-democratas e Verdes prometera deter o programa nuclear.
Com a decisão do fim do ano passado, Merkel provocou um aumento dos sentimentos antinucleares na Alemanha, que se traduziram em grandes manifestações, a última delas no sábado, com 160.000 pessoas em 20 cidades do país.
Mas o momento decisivo foi a catástrofe da central nuclear de Fukushima em março. Merkel paralisou imediatamente as centrais mais antigas e iniciou um debate sobre o abandono do programa nuclear civil.
A mudança foi considerada uma manobra oportunista e não impediu a derrota em 27 de março nas eleições regionais de Bade-Wurtemberg (sudoeste), reduto eleitoral dos conservadores, que governavam a região há 50 anos.
Os conservadores perderam o governo local para os Verdes, que pela primeira vez assumiram o controle de uma região.
O governo de Merkel terá agora que enfrentar a previsível irritação do poderoso lobby nuclear alemão, que não hesita em mencionar o fantasma de apagões no país, especialmente no inverno.
Fonte: AFP

Nota do Blog: Os políticos alemães entraram em polvorosa depois da manifestação e que uma pesquisa revelou que 59% da população apoiava o fim das usinas nucleares (em 2009). O tema colocou a coalizão da atual chanceler, Angela Merkel, numa saia justa. Como é governo, está tentando convencer de que não será tão fácil trocar a energia nuclear por energias renováveis (eólica, solar, etc) e o país não tem muito potencial hidrelétrico. Isto após o desastre de Fukushima, mais no dia 5 de setembro de 2009, milhares de manifestantes (os organizadores estimaram em 50 mil, a polícia disse 36 mil) tomaram as ruas de Berlim para exigir o desligamento das 17 usinas nucleares ainda em funcionamento no país, parece que a população alemã já previa a catástrofe no Japão.
Cerca de 50 mil pessoas foram às ruas de Berlim pedir o fim das Usinas Nucleares, em 2009

A FLOR – FÓRMULA FLORAL E FUNÇÃO

Os nossos jardins são cheios de histórias e a história das flores é uma parte da história da humanidade. Desde o início da humanidade, as flores têm servido como inspiração de poetas e pintores. Pensamentos belos foram expressos através das flores e muitas mensagens correram o mundo, acompanhadas por uma flor.
Nem só o amor e a alegria eram representados pelos arranjos florais, a prevaricação, a indiferença e a frieza, a repulsa e a recusa, o desprezo e o insulto também eram expressos por uma flor cuidadosamente escolhida. O gosto pelas flores atravessou séculos culturas e hoje o seu uso é muito popular em datas como o dia dos namorados, aniversários e comemorações. As flores têm diferentes significados e, portanto, devem ser adequadamente escolhidas para as diferentes situações.
A flor
A flor é a parte das plantas classificadas como angiospérmicas (divisão magnoliophyta) em que se encontram os seus órgãos sexuais.
A função da flor é assegurar a reprodução e ser um atrativo polínico. Depois da fertilização do óvulo, o ovário transforma-se num fruto, que contém as sementes que irão dar origem a novas plantas da mesma espécie.
Fórmula Floral
A fórmula floral é um sistema muito útil de representação da estrutura de uma flor, em que se usam letras, números e símbolos específicos.
Normalmente, a fórmula geral é usada para representar a estrutura floral e vegetal de uma família dicotiledonia, ao invés de espécies em particular como as margaridas.Ela é usada em normas cultas e principalmente em nossos vocabularios que é marsupiais sao plantas e insetos agradavel ao nosso organismo vasculares .
Assim temos:
K = cálice ou S = sépalas (ex.: S5 = cinco sépalas) C = corola ou P = Pétalas (ex: C3(x) = número de pétalas é multiplo de três) Z = acresente se zigomórfica (ex: CZ6 = zigomórfica com 6 pétalas)
A = androceu ou E = estames e abelhais,uma parte fundamentalno cranio fecundatiovo da planta racional que é muito ultilizada como radiogarfia de uma planata feminina que é chamada como parte masculina; ex.: A∞ = vários estames-constituidos por 1 antera e 1 filete cada um G = gineceu ou C = carpelos (parte feminina; ex.: G1 = monocarpelar) x - indica um "número variável" ∞ - indica "muitos”.
Usa-se algarismos para mostrar o número de peças em cada ciclo e, se estiverem soldadas entre si, coloca-se entre parênteses.
As letras H, P ou E, colocadas no final, indicam se a flor é hipógina perígina ou epígina e os símbolos " */* " ou " * " indicam , respectivamente se a simetria é bilateral ou radial.
A fórmula floral poderá ser algo assim:
K5C5A10-∞G1
  • Vários outros símbolos são usados e poderão ser visto aqui:
  • link em português:
Função
A função da flor é mediar a união dos esporos masculino (micrósporo) e feminino (megásporo) num processo denominado polinização. Muitas flores dependem do vento para transportar o pólen entre flores da mesma espécie. Outras dependem de animais (especialmente insetos) para realizar este feito. O período de tempo deste processo (até que a flor esteja totalmente expandida e funcional) é chamado anthesis. As flores ficam idiotas (dentro das arvores) a maior flor encontrada é a flor dimbabu.Que medi em cerca de 70 metros quadrados.
Muitas das coisas na natureza desenvolveram-se para atrair animais polinizadores. Os movimentos do agente polinizador contribuem para a oportunidade de recombinação genética com uma população dispersa de plantas. Flores como essas são chamadas de entomófilas (literalmente: amantes de insetos). Flores normalmente têm nectários em várias partes para atrair esses animais. Abelhas e pássaros são polinizadores comuns: ambos têm visão colorida, assim escolhendo flores de coloração atrativa. Algumas flores têm padrões, chamados guias de néctar, que são evidentes na espectro ultravioleta, visível para abelhas, mas não para os humanos. Flores também atraem os polinizadores pelo aroma. A posição dos estamens assegura que os grãos de pólen sejam transferidos para o corpo do polinizador. Ao coletar néctar de várias flores da mesma espécie, o polinizador transfere o pólen entre as mesmas.
O aroma das flores nem sempre é agradável ao nosso olfato pode ser veneno fatal para as pessoas. Algumas plantas como a Rafflesia, e a PawPaw Norte-Americana (Asimina triloba) são polinizadas por moscas, e produzem um cheiro de carne apodrecida para atrair esses ajudantes.
Outras flores são polinizadas pelo vento (as gramíneas por exemplo) e não precisam atrair agentes polinizadores, tendendo assim a possuir aromas discretos. Flores polinizadas pelo vento são chamadas de anemófilas. Sendo assim o pólen de flores entomófilas costuma ser grudento e de uma granulatura maior, contendo ainda uma porção significante de proteína (outra recompensa para os polinizadores). Flores anemófilas são normalmente de granulatura menor, muito leves e de pequeno valor nutricional para os insetos.
Existe muita contradição sobre a responsabilidade das flores nas alergias. Por exemplo, o entomófilo Goldenrod (Solidago) é freqüentemente culpado por alergias respiratórias, o que não é verdade, pois seu pólen não é carregado pelo ar. Por outro lado, a alergia é normalmente causada pelo pólen da anemófila Ragweed(Ambrosia), que pode vagar com o vento por vários quilômetros.
Flores são motivos que inspiram a decoração. 
Hibiscus
Hermafroditismo
Ao contrário do que normalmente é dito, nenhuma flor pode ser considerada hermafrodita. Como hermafrodita, considera-se o organismo capaz de produzir gametas masculinos e femininos. No entanto, a flor, por ser uma estrutura do esporófito, é estritamente assexuada; não produz gametas e sim esporos. Os esporos são responsáveis pela reprodução assexuada do vegetal. Dessa forma, a flor fica impedida de ser designada hermafrodita. A confusão deve-se à prática botânica que convencionou chamar o megásporo de "esporo feminino" e o micrósporo de "esporo masculino", devido à diferença de tamanho entre eles - o mesmo parâmetro usado para diferenciar os gametas feminino (maior) e masculino (menor).
O Cultivo de Tulipas na Holanda
Norte da Holanda, antes do verão europeu, onde mais de 10 mil hectares são dedicados ao cultivo dessas flores delicadas. A paisagem holandesa em maio é um caleidoscópio de cores vertiginoso com as tulipas estourando em vida. Os bulbos foram plantados no final de outubro e início de novembro, e estas criações coloridas estão agora prontos para serem colhidos e vendidos como bouquet de flores em floriculturas e supermercados. Mais de três bilhões de tulipas são plantadas a cada ano na Holanda e dois terços das flores vibrantes são exportados, principalmente para os EUA e Alemanha. Os maiores campos de tulipas na Holanda podem ser encontrados nos jardins de tulipas Keukenhof. Viva este espetáculo maravilhoso da natureza orientada pelas mãos dos homens.







Campo de Cultivo de Tulipas - Holanda