Esta foto foi escolhida pela BBC 28 de setembro, 2012 como uma das 20 mais bonitas

Sejamos proativos nas questões relacionadas às mudanças climáticas, pois não seremos poupados de seus efeitos devastadores a curto e longo prazo.
gmsnat@yahoo.com.br
Um Blog diferente. Para pessoas diferentes!

Grato por apreciar o Blog.
Comentários relevantes e corteses são incentivados. Dúvidas, críticas construtivas e até mesmo debates também são bem-vindos. Comentários que caracterizem ataques pessoais, insultos, ofensivos, spam ou inadequados ao tema do post serão editados ou apagados.

SENATED

SENATED
Senated - Seminário Nacional de Tecnologias na Educação - 100% ONLINE E GRATUITO de 22 a 28 de Outubro de 2017

quinta-feira, 12 de maio de 2011

EM DEFESA DO COLESTEROL

Depois de passar por duas cirurgias em menos de 05 meses (15/12/2010 e 03/05/2011 bem recente), resolvi olhar as minhas taxas sanguíneas e admirei-me com o nível do colesterol, resolvi pesquisar, e eis o que descobri.
O colesterol é essencial para que o nosso sistema imunológico funcione adequadamente.
Experimentos com animais e estudos com humanos têm demonstrado que as células do sistema imune dependem do colesterol para combater infecções e se autorregenerar após a batalha.
Foi eleito pela mídia jornalística como o grande vilão do final do segundo milênio e, como é uma molécula orgânica de poucos Angstrons (medida de porra nenhuma, tão pequena que no dia do “Juízo Final” não valerá um peido) de tamanho, não pode se “defender” e muito menos tem o direito de resposta, jamais podendo listar, ele próprio, suas utilidades e seus benefícios. Não lhe é dado sequer a prerrogativa de mostrar sua importância e sua indispensabilidade no curso normal da evolução do corpo humano, desde o nascimento até a senilidade (já nasceu condenado sem julgamento). Não pode dizer a ninguém que é o principal responsável pela manutenção da estabilidade estrutural da membrana do eritrócito. Não pode atestar, com absoluta justiça, que é a partir dele – colesterol, que o organismo sintetiza hormônios esteroides importantíssimos ao funcionamento e regulação do metabolismo, os glicocorticoides (cortisol) e os hormônios sexuais indispensáveis a diferenciação sexual secundária e também às funções sexuais humanas (ereção do pênis, ovocitulação, libido, e etc.). Enfim, essa é a molécula mais injustiçada de todos os tempos. E eu, vivo tentando retirar de mim algo que é bom, porque os “entendidos” dizem.
O colesterol não é vilão?
Ao bem da verdade, o colesterol tem seu lado perigoso, mas só afeta as pessoas sedentárias, de vida desregrada (ainda bem que a tartaruga não é humana). O libelo acusatório veemente de sua letalidade interessa diretamente à indústria alimentícia, mais especificamente aos fabricantes de margarinas e maioneses industrializadas que semeiam pânico entre os espectadores leigos através de uma mentira absurda e conseguem vender seus produtos alegando que eles são isentos de colesterol (qualquer fatalidade que me acontecer, depois desta frase, investiguem por favor, eu peço). Também interessa a muitos médicos, em especial aos cardiologistas e também a muitos pseudocientistas, pessoas de inteligência rara, cultura mediana e ignorância profunda, (será que peguei pesado, aqui) que só querem se aparecer e lançam na televisão, jornais, revistas, folhetos e outras coisas mais, matérias sem um mínimo de critério científico com o único fito de se lançarem e/ou valorizarem suas “carreiras”.

lipídeos
Além disso, o colesterol LDL (lipoproteína de baixa densidade), o chamado "mau colesterol", liga-se diretamente e desativa toxinas bacterianas perigosas, evitando que elas causem danos ao organismo (deveria se chamar: OBL- Osama Bin Laden e não LDL). Uma das toxinas mais letais é produzida por uma bactéria amplamente disseminada, o Staphylococcus aureus, que é responsável pela MRSA (estafilococos resistentes à meticilina), uma infecção hospitalar bem comum. Essa toxina pode literalmente dissolver os glóbulos vermelhos do sangue. Porém, ela não age quando em presença do colesterol LDL. Quem se torna vítima dessa toxina apresenta baixo nível de colesterol no sangue. Está documentado que pessoas com altos níveis de colesterol são protegidas contra infecções – elas apresentam 4 vezes menos chance de contrair AIDS, raramente pegam um resfriado e se recuperam de infecções mais rapidamente que pessoas com níveis sanguíneos "normais" de colesterol. Porque ninguém da classe médica divulga isto!!!!!
Indivíduos com baixo colesterol no sangue ficam propensos a diversas infecções, sofrem mais tempo com elas, e têm mais chance de morrer disso. Uma dieta alimentar rica em colesterol tem demonstrado melhorar a capacidade dessas pessoas de se recuperar de infecções. Assim, quem estiver sofrendo de infecção aguda ou crônica deve ingerir alimentos ricos em colesterol para se recuperar. O óleo de fígado de bacalhau (minha mãe possuía esta sabedoria, pois me fazia engolir esta coisa de gosto horrível, quando em criança, e olha que ela mal foi alfabetizada), a maior fonte de colesterol (depois do caviar), há muito tempo vem sendo louvado como melhor remédio para o sistema imune. Quem conhece a literatura médica mais antiga sabe que, até a descoberta do antibiótico, um tratamento usual para a tuberculose era tomar diariamente uma mistura de ovo cru com creme de leite fresco.
Extrutura do LDL
Agente Reparador Maravilhoso
Maravilhoso, porque o fígado envia colesterol para o local de ferimento, isto por que o organismo não consegue limpar a infecção, remover os elementos tóxicos ou curar a ferida sem ajuda do colesterol e de gorduras (mais depois da cirurgia o que nos recomendam é se entupir de antibióticos). Toda a cura implica nascimento, crescimento e funcionamento de milhares de células: células do sistema imunológico, do endotélio, e muitas outras. Como essas células, em boa parte, são feitas de colesterol e gorduras, elas não se formam nem crescem sem dispor de um bom suprimento dessas substâncias. Quando as células são danificadas, elas necessitam de colesterol e gorduras para sua auto regeneração. É um fato científico que todo o tecido de ferida no organismo contém boa quantidade de colesterol.
Outro fato científico é que o colesterol atua como antioxidante no organismo, tratando dos danos causados pelos radicais livres. Qualquer ferimento no organismo contém uma profusão de radicais livres, pois as células do sistema imune utilizam essas moléculas altamente reativas para destruir micróbios e toxinas. Os excessos de radicais livres precisam ser neutralizados, e o colesterol é uma das substâncias naturais que realizam essa função.
Quando passamos por uma cirurgia, nossos tecidos são cortados e muitas pequenas artérias, veias e capilares são avariados. O fígado recebe um sinal muito forte desse estrago, então ele inunda o organismo com colesterol LDL para limpar e reparar todos os ferimentos dos vasos sanguíneos. É por essa razão que o colesterol fica elevado depois de qualquer procedimento cirúrgico. Após um tratamento dentário, além dos danos causados aos tecidos, grande quantidade de bactérias dos dentes e das gengivas acaba na corrente sanguínea, atacando as paredes internas dos nossos vasos. Mais uma vez, o fígado recebe um forte sinal da área afetada e produz uma abundância de colesterol reparador para cuidar do problema, então o colesterol do sangue se torna elevado.
A mesma coisa acontece quando temos uma infecção – o colesterol LDL se eleva para poder cuidar do ataque bacteriano ou viral.
Os nossos hormônios do stress são feitos do colesterol no organismo. As situações estressantes aumentam nossos níveis de colesterol no sangue, pois o colesterol está sendo enviado às glândulas suprarrenais para produção dos hormônios do stress. Além disso, quando estamos sob stress, uma tempestade de radicais livres e outras reações bioquímicas prejudiciais ocorrem no sangue. Aí o fígado trabalha muito para produzir e enviar a maior quantidade possível de colesterol para enfrentar o ataque de radicais livres. Em situações como essa, a medição do colesterol no seu sangue será alta.
Em resumo, quando temos um alto nível de colesterol no sangue, isso significa que o organismo está lidando com algum tipo de estrago. A última coisa que devemos fazer é interferir nesse processo! Quando o estrago tiver sido reparado, o nível de colesterol no sangue irá baixar naturalmente.
Se estivermos com uma doença que produza danos constantemente, os níveis de colesterol estarão permanentemente elevados. Assim, quando um médico encontra o colesterol elevado num paciente, o que esse médico deveria fazer era procurar a causa. O médico deveria perguntar "O que estará causando estragos no organismo e fazendo com que o fígado tenha que produzir toda essa quantidade de colesterol para lidar com esses estragos?" Infelizmente, em vez desse procedimento sensato, nossos médicos são ensinados a atacar o colesterol.
Muitas ervas e plantas naturais, antioxidantes e vitaminas possuem a capacidade de reduzir o colesterol no sangue. Como fazem isso? Ajudando o organismo a remover os agentes agressores, sejam eles radicais livres, bactérias, vírus ou toxinas. Assim o fígado não precisa produzir tanto colesterol para cuidar do problema. Ao mesmo tempo, vitaminas, minerais, antioxidantes, ervas e outros remédios naturais ajudam a curar o ferimento. Quando a ferida se cura, não há mais necessidade de altos níveis de colesterol, então o organismo o remove na forma de HDL, o chamado "bom" colesterol. É por isso que ervas, vitaminas, antioxidantes e outros remédios naturais aumentam os níveis de colesterol HDL no sangue.
Extrutura do HDL
Concluindo – O colesterol é uma das substâncias mais importantes do organismo. Nós não podemos viver sem ele, e muito menos funcionar bem sem ele. A perniciosa hipótese alimentos-coração difamou essa substância essencial. Infelizmente, essa hipótese tem servido extremamente bem a muitos interesses comerciais e políticos, de forma a garantir sua longa sobrevivência. Porém, a vida da hipótese alimentos-coração está chegando ao fim, à medida que nos conscientizamos de que o colesterol tem sido equivocadamente julgado culpado apenas por ter sido encontrado na cena do crime. 
O colesterol não tem origem apenas na alimentação.
O colesterol vem de duas fontes: do próprio organismo (fígado) e dos alimentos gordurosos. O colesterol e outras gorduras não podem dissolver-se no sangue. Para deslocar-se pelo sangue, o colesterol é incorporado em determinadas proteínas. A esta combinação de gordura e proteína dá-se o nome de lipoproteína. As principais lipoproteínas são as de baixa densidade (o colesterol "ruim", ou LDL) e as de alta densidade (o colesterol bom, ou HDL).  É importante que o paciente siga uma dieta equilibrada e mantenha hábitos saudáveis de vida.
O tratamento que combate o colesterol se baseia na reorganização dos hábitos alimentares e atividade física, porém, quando a alimentação e os exercícios não são suficientes, é necessária a administração de medicamentos. Mas só um médico pode avaliar se o paciente tem necessidade de remédio ou não. Só os médicos e nutricionistas podem indicar qual a melhor alimentação para cada caso e quais exercícios podem ser praticados.
Mas, e o azeite de oliva? Sabia que iam questionar! O azeite possui propriedades que impedem a oxidação da gordura ruim (para alguns) que circula no sangue (LDL) além de possuir vitamina E, compostos fenólicos e flavonóides que são poderosos antioxidantes e desempenham um papel vital para a remoção de impurezas e desintoxicação de radicais livres, além de possuir efeitos anti-inflamatórios e anti-hemorrágicos, ou seja, ele não tem o colesterol HDL, ele ajuda a mantê-lo. Por isso o azeite de oliva é tão benéfico à nossa saúde).
UM VIVA, AO CONTRA-FILÈ E A ALCATRA, COM POUCO SAL É CLARO!!!
Fonte:
Wise Traditions
The Weston A. Price Foundation, EUA.
Volume 8, Número 3 - Fall 2007

2 comentários:

  1. Como todas as matérias de suma importância que você tem postado, esta faz parte delas. Espero que as pessoas que ao tomarem conhecimento disto, passem à frente esta fabulosa revelação. É desta maneira que vamos alertando a população quanto ao uso nocivo de medicamentos que combatem o precioso colesterol. A natureza é fantástica mas os Laboratórios só visam lucros.

    ResponderExcluir
  2. O Capitalismo voraz, resulta numa gama de mentiras, para se vender qualquer coisa e lucrar. Principalmente medicamentos, pois quem precisa dos mesmos estão debilitados física e emocionalmente, virando presa fácil, na mão dos médicos e laboratórios.

    ResponderExcluir