Esta foto foi escolhida pela BBC 28 de setembro, 2012 como uma das 20 mais bonitas

Sejamos proativos nas questões relacionadas às mudanças climáticas, pois não seremos poupados de seus efeitos devastadores a curto e longo prazo.
gmsnat@yahoo.com.br
Um Blog diferente. Para pessoas diferentes!

Grato por apreciar o Blog.
Comentários relevantes e corteses são incentivados. Dúvidas, críticas construtivas e até mesmo debates também são bem-vindos. Comentários que caracterizem ataques pessoais, insultos, ofensivos, spam ou inadequados ao tema do post serão editados ou apagados.

SENATED

SENATED
Senated - Seminário Nacional de Tecnologias na Educação - 100% ONLINE E GRATUITO de 22 a 28 de Outubro de 2017

quarta-feira, 2 de junho de 2010

O Maior Espetáculo da Terra - As Evidências da Evolução - Richard Dawkins



O Maior Espetáculo da Terra - As Evidências da EvoluçãoTítuloO Maior Espetáculo da Terra - As Evidências da Evolução
AutorRichard Dawkins
GêneroCiências Biológicas / Biologia
EditoraCompanhia das Letras
IdiomaPortuguês
"Estamos cercados por infindáveis formas belíssimas e fascinantes, e não é por acidente, e sim uma consequência direta da evolução pela seleção natural não-aleatória - única na vida, o maior espetáculo da Terra." Não há interpretações alternativas válidas para a existência da vida neste planeta. Richard Dawkins decidiu escrever um livro para defender essa tese e convencer a todos - sem exceção - de que Darwin tem razão. Depois de oito obras que revolucionaram o pensamento evolucionário, ele traz a público o que chama de seu "elo perdido", ligando todos os seus escritos: uma síntese pessoal das evidências científicas de que a evolução é, mais do que uma teoria, um fato estabelecido.
As evidências da evolução são tão válidas e irrefutáveis quanto, por exemplo, as evidências históricas de que existiu o Império Romano: "Também os seres vivos trazem a história escrita em todo o corpo. São repletos de equivalentes biológicos das estradas, muralhas, monumentos, cacos de cerâmica e até inscrições antigas romanas, tudo esculpido no DNA vivo, pronto para ser decifrado por estudiosos".
Para Dawkins, a visão da vida pelo prisma da evolução guiada pela seleção natural é grandiosa, sublime, e ele não mede esforços para levar o leitor a compartilhar seu arrebatamento. Nem para fulminar com argumentos inatacáveis e humor sarcástico as ideias dos que tentam defender interpretações sucedâneas - vale dizer, os "criacionistas da Terra Jovem", para quem os seres vivos foram criados por volta de 10 mil anos atrás, e os proponentes do design inteligente, que até acreditam que houve evolução, porém graças a um empurrãozinho divino.
Dawkins mostra-se, como sempre, incomparável na arte de traduzir a ciência para não-especialistas. Em sua prosa premiada, a embriologia, o sequenciamento do código genético e o sistema de genes/proteínas que rege a vida ganham clareza e, mais do que isso, fascínio. Suas analogias e metáforas invariavelmente se tornam clássicas. Quem mais pensaria em recorrer à técnica do origami, aos métodos de Sherlock Holmes, a uma sátira do Monty Python e até a um balé aéreo de um bando de estorninhos para elucidar o mecanismo da evolução?

Nenhum comentário:

Postar um comentário