Esta foto foi escolhida pela BBC 28 de setembro, 2012 como uma das 20 mais bonitas

Sejamos proativos nas questões relacionadas às mudanças climáticas, pois não seremos poupados de seus efeitos devastadores a curto e longo prazo.
gmsnat@yahoo.com.br
Um Blog diferente. Para pessoas diferentes!

Grato por apreciar o Blog.
Comentários relevantes e corteses são incentivados. Dúvidas, críticas construtivas e até mesmo debates também são bem-vindos. Comentários que caracterizem ataques pessoais, insultos, ofensivos, spam ou inadequados ao tema do post serão editados ou apagados.

CONATEDU

CONATEDU
CONATEdu 3.0 - Congresso Nacional de Tecnologias na Educação

quinta-feira, 29 de agosto de 2013

OS LAGARTOS PEÇONHENTOS FORAM REAVALIADOS: AGORA SÃO SEIS ESPÉCIES NO MUNDO!



O tema “lagartos peçonhentos” já foi apresentado pelo menos duas vezes no blog do NUROF-UFC. Especificamente, quando tratamos dos potenciais riscos à saúde humana causados por alguns lagartos brasileiros (“Lagartos brasileiros: peçonhentos não, masnem tão inofensivos!”) e quando apresentamos as espécies de lagartos viventes verdadeiramente peçonhentas (“Lagartos peçonhentos”).
Nesta postagem, revisitamos a temática para atualizar os caros leitores em relação aos últimos avanços herpetológicos.
No último mês (Julho de 2013), uma equipe de pesquisadores norte-americanos publicou no periódico “Amphibian & Reptile Conservation” uma pesquisa que trouxe à tona uma grande descoberta para a herpetologia mundial. Neste trabalho, os autores reavaliaram a classificação taxonômica do “Lagarto de Contas” (Heloderma horridum), uma das espécies verdadeiramente peçonhentas previamente conhecidas, e descobriram que, sob este nome científico, existiam outras três espécies até então desconhecidas pela ciência (Figura 1).
Figura 1.  Relações de parentesco entre as espécies do gênero Heloderma
Fonte: Reiserer et al., 2013.
Com base em informações morfológicas (folidose e coloração), moleculares (DNA mitocondrial e nuclear) e biogeográficas, as três novas espécies foram então nomeadas como: Heloderma alvarezi, Heloderma charlesbogerti e Heloderma exasperatum. De acordo com os autores do artigo recém publicado, as quatro espécies divergiram de um ancestral comum há cerca de 35 milhões de anos.
Figura 2. Detalhe das quatro espécies viventes de Lagartos de Contas.  
Fonte: Reiserer et al., 2013.
Heloderma alvarezi (acima à esquerda, foto por Thomas Wiewandt),
Heloderma charlesbogerti (acima à direita, foto por Daniel Ariano-Sánchez),
Heloderma exasperatum (abaixo à esquerda, foto por Stephanie Meyer) e
Heloderma horridum (abaixo à direita, foto por Javier Alvarado).
Portanto, após esses novos achados, o número de espécies de lagartos peçonhentos foi elevado para seis, sendo três destas já previamente conhecidas (“Dragão de Komodo” – Varanus komodoensis, “Lagarto de Contas Mexicano” – Heloderma horridum e o “Monstro de Gila” – Heloderma suspectum), além das outras três espécies de “Lagartos de Contas” recém descritas (Heloderma alvarezi, Heloderma charlesbogerti e Heloderma exasperatum).
Para os mais curiosos e interessados, o artigo completo está disponível on-line e pode ser acessado em: “Reiserer et al., 2013. Taxonomic reassessment and conservation status of the beaded lizard, Heloderma horridum (Squamata: Helodermatidae)“.
Dr. Daniel D. Beck (à direita) com Martin Villa, no Centro de Ecologia Sonora, em Hermosillo, no México. Dr. Beck está segurando um espécime Río Fuerte (Heloderma horridum exasperatum), lagarto frisado. Photo by Thomas Wiewandt

Nenhum comentário:

Postar um comentário