Esta foto foi escolhida pela BBC 28 de setembro, 2012 como uma das 20 mais bonitas

Sejamos proativos nas questões relacionadas às mudanças climáticas, pois não seremos poupados de seus efeitos devastadores a curto e longo prazo.
gmsnat@yahoo.com.br
Um Blog diferente. Para pessoas diferentes!

Grato por apreciar o Blog.
Comentários relevantes e corteses são incentivados. Dúvidas, críticas construtivas e até mesmo debates também são bem-vindos. Comentários que caracterizem ataques pessoais, insultos, ofensivos, spam ou inadequados ao tema do post serão editados ou apagados.

CONATEDU

CONATEDU
CONATEdu 3.0 - Congresso Nacional de Tecnologias na Educação

quinta-feira, 8 de agosto de 2013

O QUE É UM CAVALO A VAPOR OU HORSEPOWER?





Você pode nem perceber, mas a expressão está lá o tempo todo. Folheie uma revista de automóveis, converse com o seu vizinho aficcionado por carros ou dê uma lida no seu manual do proprietário e lá estará o termo “cavalo-vapor” (por aqui, usualmente transformado na abreviatura CV ou HP ou utilizado como “cavalos” mesmo).
É um termo tão comum, mas você sabe exatamente o que significa “cavalo-vapor”? Trata-se da potência, sim, mas quanto vale essa medida de força do cavalo? Como é medida?
O termo horsepower foi criado por James Watt (1736 – 1819) que foi um notável engenheiro escocês, conhecido pelo seu enorme contributo no desenvolvimento das máquinas a vapor e precursor da revolução industrial.
Como quase todas as nossas unidades de medida, o cavalo-vapor é um conjunto arbitrário de critérios utilizados para que possamos ter algum tipo de referência para uma coisa abstrata, porém quantificável, que é a potência. O termo faz muito sentido quando você pensa que ele foi criado no primeiro momento da história em que as pessoas tiveram algo como potência para utilizar que não fosse de tração animal.
Esse “algo” era uma máquina a vapor e James Watt foi o construtor pioneiro desses motores. Seu público-alvo era justamente as pessoas que costumavam usar cavalos para fazer todo o trabalho pesado que, a partir desse momento, seria feito por máquinas. Por isso a referência ao cavalo. Se tudo isso tivesse acontecido na Mongólia, em vez de no Reino Unido, estaríamos todos animados com nossos novos motores de 560 iaque-vapor.
A conta utilizada para chegar a essa unidade é um tanto complexa, mas vamos lá. Primeiramente, tenha em mente que em 1782 o mundo ainda não conhecia a maravilha do sistema métrico (os Estados Unidos ainda não conhecem), criado na França em 1799. Convencionou-se que um cavalo-vapor equivale a 33 mil pés-libras por minuto.
Como um pé-libra corresponde à energia necessária para deslocar uma libra (453g) numa distância de um pé (30cm), a conta de James Watt leva em consideração que o cavalo hipotético é capaz de transportar 330 libras (150kg) por 100 pés (30m) em um minuto. Ou 33 libras (15kg) por mil pés (300m) nesse mesmo minuto. Ou ainda 33 mil libras (15 toneladas), um pé (0,3m), um minuto. Se você quiser tentar isso com seu cavalo de estimação, deve considerar que nem todos os animais são iguais. E boa sorte em encontrar e posicionar 15 toneladas de alguma coisa para o bichinho carregar.
Em todo caso, Watt baseou esses cálculos na observação de cavalos trabalhando em minas de carvão e os números deram certo. Coloque um cavalo em uma esteira (você vai precisar de sorte aqui também) e ele te dará 746 watts de potência – a conversão universal é justamente 1 CV = 746 W. Isso equivale a 6,2 ampères ligados a uma corrente na tomada de 120 volts. É aproximadamente o que um refrigerador de 450 litros necessita para funcionar.
- 1 CV = 735,49875 W (cavalo-vapor métrico)
- 1 HP = 745,6987158227022 W (cavalo-vapor de potência)
- 1 HP = 980.95 W (cavalo-vapor de caldeiras: trabalho despendido na evaporação de 34,5 libras de água por hora à temperatura de 212 F para vapor saturado seco à mesma temperatura)
Em comparação, um ser humano normal consegue apresentar uma potência de 1,2 CV, enquanto um atleta bem treinado pode chegar a 2,5 CV. No entanto, um cavalo de verdade é capaz de atingir até 14,9 CV por alguns instantes.
Levando isso para o mundo automotivo, um carro de 50 CV deveria poder carregar um peso de 16.500 libras (7,48ton) por 100 pés (30 metros). Em outras palavras, seria como se um VW Fusca pudesse transportar uma carreta por 30 metros durante um minuto. O que parece ser bem plausível. [Jalopnik]

Nenhum comentário:

Postar um comentário