Esta foto foi escolhida pela BBC 28 de setembro, 2012 como uma das 20 mais bonitas

Sejamos proativos nas questões relacionadas às mudanças climáticas, pois não seremos poupados de seus efeitos devastadores a curto e longo prazo.
gmsnat@yahoo.com.br
Um Blog diferente. Para pessoas diferentes!

Grato por apreciar o Blog.
Comentários relevantes e corteses são incentivados. Dúvidas, críticas construtivas e até mesmo debates também são bem-vindos. Comentários que caracterizem ataques pessoais, insultos, ofensivos, spam ou inadequados ao tema do post serão editados ou apagados.

CONATEDU

CONATEDU
CONATEdu 3.0 - Congresso Nacional de Tecnologias na Educação

terça-feira, 17 de janeiro de 2017

O ESTRANHO OBJETO EM FORMA DE ESPONJA DEZ VEZES MAIS FORTE DO QUE O AÇO ─ E 20 VEZES MENOS DENSO



Um estranho objeto em forma de esponja lembra um coral do fundo do mar, mas é um dos mais resistentes já construídos.

Objeto lembra um coral do fundo do mar. Direito de imagem Melanie Gonick/MIT

Ainda sem nome, o material foi desenvolvido por uma equipe de pesquisadores do Instituto Tecnológico de Massachussets (MIT, na sigla em inglês) é dez vezes mais forte que o aço, mas tem apenas 5% de sua densidade.
Para criá-lo, os cientistas comprimiram flocos de grafeno - uma forma bidimensional de átomos de carbono - para criar uma estrutura tridimensional.
Descoberto em 2002 por Andre Geim, físico holandês nascido na Rússia e professor de física da Universidade de Manchester, na Inglaterra, o grafeno é considerado o material mais forte, fino e flexível do mundo.
O grafeno é mais duro, por exemplo, do que o diamante, supera o cobre em condutividade elétrica e possui maior flexibilidade do que a borracha.
Mas seu uso como material de construção tem se provado complicado, por causa de sua estrutura bidimensional.
"Mas conseguimos tornar realidade a vontade de transformar esses materiais de duas dimensões em estruturas tridimensionais", diz Markus Buehler, diretor do departamento de engenharia civil e ambiental do MIT e coautor do estudo, publicado na revista científica Science Advances.
Testes de compressão foram realizados para testar resistência de objeto
Experimento
Para colocar as propriedades do novo material à prova, os pesquisadores usaram modelagem no computador. Eles imprimiram amostras e as submeteram a vários testes de compressão para analisar quanto tempo demorava para a estrutura se desfazer.
A forte resistência do elemento "tem muito mais a ver com sua configuração geométrica do que com o material em si", dizem seus criadores.
Segundo eles, no futuro, novos materiais mais resistentes poderiam ser desenvolvidos.
"É possível substituir esse material por qualquer coisa. A geometria é o fator dominante. Trata-se de um elemento que tem o potencial de ser modelado", disse Buehler.
Novo material foi criado por cientistas do MIT, nos EUA. Direito de imagem MIT
Uso em grande escala
Os pesquisadores dizem que o novo material poderia ser usado na aviação, fabricação de automóveis, construção e outras "aplicações em grande escala".
Além disso, também pode ser usado em sistemas de filtragem - de água ou de processos químicos - e armazenamento de energia.
Grafeno foi descoberto em 2002.  Direito de imagem Thinkstock
"Esse é um trabalho inspirador sobre a mecânica da montagem de grafeno em três dimensões", disse Huajian Gao, professor de engenharia da Brown University, nos Estados Unidos.
Gao explicou que esses experimentos "fornecem um novo e poderoso foco de pesquisa" e indicam "uma direção promissora no uso da força de materiais bidimensionais e no poder do design de novos materiais arquitetônicos".

Nenhum comentário:

Postar um comentário