Esta foto foi escolhida pela BBC 28 de setembro, 2012 como uma das 20 mais bonitas

Sejamos proativos nas questões relacionadas às mudanças climáticas, pois não seremos poupados de seus efeitos devastadores a curto e longo prazo.
gmsnat@yahoo.com.br
Um Blog diferente. Para pessoas diferentes!

Grato por apreciar o Blog.
Comentários relevantes e corteses são incentivados. Dúvidas, críticas construtivas e até mesmo debates também são bem-vindos. Comentários que caracterizem ataques pessoais, insultos, ofensivos, spam ou inadequados ao tema do post serão editados ou apagados.

EAD

sexta-feira, 10 de março de 2017

COMO A POLUIÇÃO NO AR AFETA A NOSSA SAÚDE?



video
Direitos de imagens e vídeos BBC
Existe um tipo de poluição do ar muito perigosa e que passa despercebida para muita gente, porque, ao contrário da fumaça, é invisível.
Trata-se das partículas microscópicas conhecidas como PM2,5, emitidas pelos escapamentos e pneus dos carros.
Cada partícula tem menos de um micrômetro de diâmetro, 20 vezes menor do que um grão de areia.
Elas são tão pequenas que podem chegar aos pulmões, entrar na corrente sanguínea e causar doenças respiratórias e cardíacas.
Além disso, atingem o cérebro por meio dos nervos que ligam o órgão ao nariz.
Há indícios ainda não comprovados de que, uma vez no tecido cerebral, as PM2,5 sejam capazes de interromper a conexão entre os neurônios e levar à demência.
A maioria das pessoas está exposta a esse tipo de poluição no mundo. Só uma em cada dez vive em locais em que se respeita os limites da Organização Mundial da Saúde para a qualidade do ar.
A recomendação é uma média anual de 10 microgramas de PM2,5 por metro cúbico de ar.
Em regiões de São Paulo e de outras capitais da América Latina, por exemplo, as médias ultrapassam 20 microgramas.
Este texto faz parte da série da BBC #SoICanBreathe, dedicada a problemas causados pela poluição.

Nenhum comentário:

Postar um comentário