Esta foto foi escolhida pela BBC 28 de setembro, 2012 como uma das 20 mais bonitas

Sejamos proativos nas questões relacionadas às mudanças climáticas, pois não seremos poupados de seus efeitos devastadores a curto e longo prazo.
gmsnat@yahoo.com.br
Um Blog diferente. Para pessoas diferentes!

Grato por apreciar o Blog.
Comentários relevantes e corteses são incentivados. Dúvidas, críticas construtivas e até mesmo debates também são bem-vindos. Comentários que caracterizem ataques pessoais, insultos, ofensivos, spam ou inadequados ao tema do post serão editados ou apagados.

EAD

sábado, 1 de dezembro de 2012

O NÍVEL DO MAR AUMENTOU EM 11 MM COM O DERRETIMENTO DAS GELEIRAS

O Ártico bateu recorde de encolhimento do mar congelado. Mas ele não afeta diretamente o nível do mar. Nesse quesito, o que interessa mesmo são as geleiras de terra firme da Groenlândia e da Antártica. As primeiras estão derretendo rapidamente. As últimas aparentemente resistem. Qual é o balanço disso?
O estudo mais completo para mostrar o balanço final de quanto gelo foi derretido e quanta água ganharam os oceanos saiu agora. Publicado na edição desta semana da revista científica Science, o trabalho estimou o quanto as geleiras derreteram nos últimos vinte anos.
Segundo o estudo, entre 1992 e 2011 as geleiras da Groenlândia perderam, em média, 152 bilhões de toneladas de gelo por ano. O calor não foi tão rigoroso no outro polo, mas ainda assim as geleiras da Antártica derreteram 71 bilhões de toneladas de gelo. O resultado é que as geleiras contribuíram com o aumento de 11,1 milímetros no nível do mar desde 1992.
Derretimento das geleiras - Foto: Ian Joughin/University of Washington
Além disso, a taxa de derretimento das geleiras foi acelerada nos últimos anos. Juntas, as geleiras dos polos Norte e Sul estão perdendo três vezes mais gelo hoje do que na década de 1990. A situação é pior na Groenlândia: este ano, satélites detectaram que 97% da superfície da Groenlândia passou por algum derretimento.
O estudo da Science contou com o trabalho de 47 cientistas, de 26 laboratórios diferentes, e usou dados de dez satélites. Segundo os pesquisadores, trata-se do mais completo estudo na área. Os dados são consistentes com as projeções científicas sobre o aumento do nível do mar causado pelo aumento dos gases de efeito estufa na atmosfera. Estima-se que o nível dos oceanos deve aumentar mais de um metro até 2100. Dados recentes mostram que o mar está subindo cerca de 3,2 milímetros por ano.
O gráfico abaixo, feito pela Nasa, agência espacial americana, mostra como cada polo contribuiu para a elevação dos mares. E como o derretimento dos gelos vem acelerando desde 1990. A linha verde mostra quanto o mar subiu com o degelo da Groenlândia. A amarela mostra a Antártica. E a branca é a elevação do mar combinada das massas de gelo.
Grafico


Nenhum comentário:

Postar um comentário