Esta foto foi escolhida pela BBC 28 de setembro, 2012 como uma das 20 mais bonitas

Sejamos proativos nas questões relacionadas às mudanças climáticas, pois não seremos poupados de seus efeitos devastadores a curto e longo prazo.
gmsnat@yahoo.com.br
Um Blog diferente. Para pessoas diferentes!

Grato por apreciar o Blog.
Comentários relevantes e corteses são incentivados. Dúvidas, críticas construtivas e até mesmo debates também são bem-vindos. Comentários que caracterizem ataques pessoais, insultos, ofensivos, spam ou inadequados ao tema do post serão editados ou apagados.

CONATEDU

CONATEDU
CONATEdu 3.0 - Congresso Nacional de Tecnologias na Educação

quarta-feira, 19 de junho de 2013

DESVENDADO OS MISTERIOSOS CÍRCULOS DA ÁFRICA SÃO OBRA DE CUPINS



Numa região de 2 mil quilômetros de comprimento na extremidade ocidental do deserto de Namíbia — sudoeste da África — círculos de solo estéril e arenoso de 2 a 10 metros de diâmetro marcam a paisagem. Cada círculo é rodeado por vegetação alta da família das gramíneas. Alguns visitantes dizem que parece que a terra daquela região está com varicela, ou catapora. Também comparam os círculos a marcas de respingos causadas por gotas de chuva gigantes. A tradição local diz que os círculos possuem poderes mágicos. Certas tribos acreditam que cada círculo marca a sepultura de um bosquímano morto em guerras contra os colonizadores ao longo dos séculos.
Os misteriosos círculos, conhecidos como “anéis de fadas”, que surgem na vegetação em África, têm sido alvos de vários estudos e, agora, uma equipe de investigadores da Universidade de Hamburgo (Alemanha) parece ter encontrado uma explicação.
Os anéis, com diâmetros que variam entre dois e 12 metros com o centro vazio, são criados por termites, de acordo com o artigo publicado na revista «Science». As conclusões deste trabalho vêm esclarecer mais de 25 anos de estudos sobre as formações frequentes no sudoeste africano, especialmente na Namíbia, onde o povo acredita se deverem a entidades divinas.
A teoria dos termites Psammotermes já tinha sido descartada pela falta de provas suficientes, mas o botânico Norbert Juerguens, retomou esta linha de investigação e conseguiu demonstrar que alguns termites de areia, são as causadoras deste fenômeno. O cientista estudou dois mil quilômetros, do centro de Angola até o norte da África do Sul.
Nos círculos mais recentes, os termites alimentam-se de raízes das plantas, matando todo o pasto a partir do interior, e a água da chuva não se perde por evaporação e fica armazenada no solo arenoso. Essa água permite que os insetos sobrevivam e se mantenham ativos durante a estação seca, explicando ainda por que a vegetação pode crescer fora do anel.
Este fenômeno representa um exemplo da "engenharia dos ecossistemas" desenvolvida pelos termites, cujos círculos podem transformar alguns locais desertos em pradarias.
Os cupins de areia ("psammotermes") são responsáveis pelos misteriosos círculos de grama que aparecem nas pradarias africanas, conhecidos como "anéis de fadas" ou "cirandas de bruxa", segundo o botânico Norbert Juerguens, da Universidade de Hamburgo, na Alemanha. As estranhas formações de 2 a 12 metros de diâmetro têm o centro vazio (detalhe à esquerda), pois os insetos se alimentam de raízes de grama, pastagens e outras plantas que ali estão. A falta de vegetação no interior dos círculos faz com que a água da chuva não evapore e fique no solo arenoso, permitindo a sobrevivência dos cupins (detalhe à direita)


Nenhum comentário:

Postar um comentário