Esta foto foi escolhida pela BBC 28 de setembro, 2012 como uma das 20 mais bonitas

Sejamos proativos nas questões relacionadas às mudanças climáticas, pois não seremos poupados de seus efeitos devastadores a curto e longo prazo.
gmsnat@yahoo.com.br
Um Blog diferente. Para pessoas diferentes!

Grato por apreciar o Blog.
Comentários relevantes e corteses são incentivados. Dúvidas, críticas construtivas e até mesmo debates também são bem-vindos. Comentários que caracterizem ataques pessoais, insultos, ofensivos, spam ou inadequados ao tema do post serão editados ou apagados.

EAD

domingo, 11 de novembro de 2012

NOVO EXOPLANETA POTENCIALMENTE HABITÁVEL É DESCOBERTO

Uma equipe internacional de astrônomos descobriu um novo planeta fora do sistema solar que poderia ser habitável, do ponto de vista da distância que o separa de sua estrela, segundo um estudo publicado nesta sexta-feira na revista científica Astronomy and Astrophysics.
O exoplaneta, batizado HD 40307g, cujo descobrimento amplia a crescente lista deste tipo de astros, gira em torno de sua estrela HD 40307 a cada 200 dias, e entra na categoria dos conhecidos como "super-Terra".
Ele está situado relativamente próximo a nosso planeta, a uma distância de 42 anos-luz (um ano luz equivale a 9,46 trilhões de quilômetros) e conta com sete vezes a massa da Terra.
A estrela HD 40307, uma anã vermelha menor que o Sol e menos quente, emite raios de luz laranja. Conta, além disso, com outros dois planetas, contudo, estes, ao contrário do HD 40307g, estão próximos demais para que a água permaneça em estado líquido.
"HD 40307 é uma velha estrela anã perfeitamente estável e, portanto, não há razão alguma pela qual o planeta HD 40307g não pudesse manter condições que permitissem a existência de vida", disse Guillem Anglada-Escudé, da Universidade de Göttingen na Alemanha, um dos coautores do estudo, publicado online no site www.arxiv.org/archive/astro-ph.
Imagem artística de um exoplaneta super-Terra - Foto de L.Calcada/AFP
O próximo passo após esta descoberta é utilizar potentes telescópios para observar diretamente o exoplaneta.
Segundo os cientistas, será necessário um grande número de observações para confirmar todas as similaridades do astro com a Terra.
O estudo mostrou que a distância entre o planeta e sua estrela é similar à do Sol e da Terra e que é provável que o planeta gire sobre seu eixo, o que criaria um ciclo de dia e noite similar ao nosso.
Até o momento já foram encontrados 864 exoplanetas fora de nosso sistema solar desde 1995 utilizando equipamentos de alta potência, como o telescópio Kepler, lançado em março de 2009 para buscar planetas semelhantes à Terra.
A maioria dos 846 planetas conta com uma massa superior à da Terra.



Nenhum comentário:

Postar um comentário