Esta foto foi escolhida pela BBC 28 de setembro, 2012 como uma das 20 mais bonitas

Sejamos proativos nas questões relacionadas às mudanças climáticas, pois não seremos poupados de seus efeitos devastadores a curto e longo prazo.
gmsnat@yahoo.com.br
Um Blog diferente. Para pessoas diferentes!

Grato por apreciar o Blog.
Comentários relevantes e corteses são incentivados. Dúvidas, críticas construtivas e até mesmo debates também são bem-vindos. Comentários que caracterizem ataques pessoais, insultos, ofensivos, spam ou inadequados ao tema do post serão editados ou apagados.

SENATED

SENATED
Senated - Seminário Nacional de Tecnologias na Educação - 100% ONLINE E GRATUITO de 22 a 28 de Outubro de 2017

terça-feira, 12 de julho de 2011

ATUM, UMA ESPÉCIE AMEAÇADA DE EXTINÇÃO


Uma boa notícia, e ao mesmo tempo ruim, para os atuns – Os escombrídeos, a família de peixes que engloba espécies como o atum, a cavala e o bonito, foram incluídos pela primeira na Lista Vermelha da União Internacional para a Conservação da Natureza e dos Recursos Naturais (IUCN). Trata-se de um dos inventários mais detalhados do mundo sobre o estado de conservação de várias plantas, animais e fungos. Além dos escombrídeos, foram parar nesta relação os bicudos, a família dos peixes-espada e dos marlins
Das 61 espécies dessas famílias, sete estão classificadas como “ameaçadas”, ou seja, correm sérios riscos de extinção. Quatro delas estão na categoria “quase ameaçados” e o restante, na classe de menor risco. O levantamento, publicado na revista Science, mostra que a situação é particularmente grave para os atuns. Cinco das oito espécies estão ameaçadas ou quase ameaçadas.  O atum-azul (Thunnus thynnus), um dos mais usados na culinária, está sob risco de sumir dos mares.
Atum - Ameaçado pela pesca desenfreada
O Consórcio Internacional de Jornalistas Investigativos (ICIJ), depois de 8 meses analisando o comércio de atum azul, descobriu uma série de irregularidades e crimes ambientais. Os resultados revelam um mercado negro que move aproximadamente 4 bilhões de dólares.
O estudo descobriu a existência muitos casos de violação de cota pesqueira, omissão de dados sobre técnicas de pesca, exploração de peixes de tamanho reduzido e omissão de dados pelos próprios governos envolvidos.
“Esta é a primeira vez que pesquisadores, especialistas em peixes e conservacionistas se unem para produzir uma análise da situação dos peixes mais usados comercialmente”, afirma Bruce Collette, pesquisador da IUCN e principal autor do estudo. Muitas das espécies de atum são exploradas por companhias multinacionais cuja regulação é complexa. As populações de atum-azul estão caindo desde a década de 1970. A nova classificação pressiona os governos. É um primeiro passo para a criação de políticas que garantam o futuro dessas espécies.
ATUM - CARACTERÍSTICAS
Peixes da família Scombridae, os tipos mais comuns de Atum (Thunnus spp) na costa brasileria são a Albacora ou Albacore (Thunnus albacares) e o Atum ou Tuna (Thunnus atlanticus). A coloração é em geral azul-escuro no dorso e prata na porção inferior dos flancos e no ventre. São considerados pelos estudiosos como os peixes que possuem o corpo mais hidrodinâmico dentre as formas existentes (o corpo é fusiforme e o pedúnculo caudal bastante estreito). São peixes que nadam em cardumes numerosos, muitas vezes mistos entre duas ou mais espécies de atum. Podem estar acompanhados de golfinhos e até baleias.

Atum Azul
 MARLIM - CARACTERÍSTICAS
Peixes da família Istiophoridae, o Marlim-azul/Blue Marlin (Makaira nigricans) é o maior dos peixes de bico. Espécie de grande porte, o corpo é roliço e mais alto no início da nadadeira dorsal, afila suavemente em direção à cauda. A nadadeira caudal é furcada e muito grande, característica comum dos peixes velozes, as demais nadadeiras são pontudas. A coloração predominante é azul-escuro no dorso e prata no ventre. Apresenta uma faixa longitudinal com cor de bronze nos flancos quando o peixe está vivo. É comum a presença de faixas verticais na lateral do corpo, que podem ser contínuas ou pontilhadas. Atinge cerca de 700 quilos e comprimento superior a 4,5 metros.
Atum
 Fonte: Blog do Planeta 
 

2 comentários:

  1. Difícil mesmo é ouvir uma mudança radical que contribua para a recuperação do nosso planeta. De que adianta a ciência avançar tanto para prolongar a vida humana se o nosso habitat está sendo aniquilado diariamente?

    ResponderExcluir
  2. O homem não muda seus hábitos, a não ser que a natureza os obriguem a mudarem. E isto vai acontecer.

    ResponderExcluir