Esta foto foi escolhida pela BBC 28 de setembro, 2012 como uma das 20 mais bonitas

Sejamos proativos nas questões relacionadas às mudanças climáticas, pois não seremos poupados de seus efeitos devastadores a curto e longo prazo.
gmsnat@yahoo.com.br
Um Blog diferente. Para pessoas diferentes!

Grato por apreciar o Blog.
Comentários relevantes e corteses são incentivados. Dúvidas, críticas construtivas e até mesmo debates também são bem-vindos. Comentários que caracterizem ataques pessoais, insultos, ofensivos, spam ou inadequados ao tema do post serão editados ou apagados.

EAD

sexta-feira, 22 de julho de 2011

CALOR EXCESSIVO NOS ESTADOS UNIDOS PROVOCAM MORTES

Uma onda de calor perigosa continua no centro e no leste dos Estados Unidos, com calor excessivo e umidade, que devem ampliar-se para os estados do Vale de Ohio e da Costa Leste no restante da semana", informou o Serviço Nacional de Meteorologia (NWS, da sigla em inglês) em seu site.
"Os alertas estão em vigor na maioria das áreas do centro e do nordeste dos Estados Unidos devido ao calor excessivo", destacou o NWS. "As altas temperaturas, combinadas à umidade relativa importante, provocam níveis de calor perigosos, acima dos 38 graus".
O New York Times reportou que, no país todo, a morte de 22 pessoas foram atribuídas à onda de calor, que atinge 17 estados, do Texas a Michigan.
Pessoas se refrescam em Nova York - e o Verão ainda não chegou por lá.
O serviço de meteorologia destacou que há um "aumento da pressão nos níveis mais altos da atmosfera, mantendo as altas temperaturas".
Meteorologistas preveem que o calor em algumas partes do meio-oeste, Vale de Ohio e costa do Atlântico deverá atingir de 40 a 46 graus Celsius até sexta-feira.
A sensação térmica de 51 graus Celsius foi registrada em Iowa, no centro dos Estados Unidos. Em Maryland, próximo à capital americana, serviços de meteorologia reportaram temperaturas de 42 graus Celsius.
Na Costa Leste, a alta umidade atingia Washington, onde os habitantes andavam nas ruas com sombrinhas.
A previsão é de que a onda de calor permaneça durante o fim de semana, o que fará os americanos recorrerem às piscinas e a shoppings, munidos de ar-condicionado.
As autoridades de saúde orientaram a população a beber muita água, permanecer em casa e cuidar dos mais idosos.
Cidades como Chicago e Detroit abriram "centros de refresco". E em Omaha, Nebrasca, um parque de diversões decidiu colocar cubos de gelo nas piscinas para diminuir a temperatura da água.
Em Oklahoma City, desde o início do ano a temperatura já superou os 40 graus em 27 dias. Em zonas isoladas do estado de Utah, houve advertências sobre risco de incêndios, mas as temperaturas permanecem dentro dos padrões nos estados do Arizona, Califórnia, Oregon e Washington.

Nota Blog: É nevasca na América do Sul e Calor excessivo na do Norte, é chuva em demasia na Ásia, Vulcões e Tsunamis no Anel de Fogo do Pacífico, vendaval na Austrália isto tudo provocados pelas mudanças climáticas, infelizmente algumas pessoas não resistem e morrem. Realmente estamos vivendo numa época sem precedentes.

2 comentários:

  1. É! Parece mesmo que os terráqueos dominantes do planeta conseguiram desequilibrar todo o sistema. Agora é só aguardar a fúria da natureza. O mais revoltante é ter que compartilhar das desgraças, sem ter compactuado com ela.

    ResponderExcluir
  2. Já estamos sentindo na pele, toda esta fúria. Mesmo quem não contabilizou para estas mudanças irão sofrer suas consequênçias.

    ResponderExcluir