Esta foto foi escolhida pela BBC 28 de setembro, 2012 como uma das 20 mais bonitas

Sejamos proativos nas questões relacionadas às mudanças climáticas, pois não seremos poupados de seus efeitos devastadores a curto e longo prazo.
gmsnat@yahoo.com.br
Um Blog diferente. Para pessoas diferentes!

Grato por apreciar o Blog.
Comentários relevantes e corteses são incentivados. Dúvidas, críticas construtivas e até mesmo debates também são bem-vindos. Comentários que caracterizem ataques pessoais, insultos, ofensivos, spam ou inadequados ao tema do post serão editados ou apagados.

SENATED

SENATED
Senated - Seminário Nacional de Tecnologias na Educação - 100% ONLINE E GRATUITO de 22 a 28 de Outubro de 2017

domingo, 5 de agosto de 2012

TEMPESTADE TROPICAL “SAOLA” CAUSA SÉRIOS DANOS E DEIXA MORTOS NAS FILIPINAS

As autoridades Filipinas aumentaram neste domingo para 45 o número de mortos causados pela tempestade tropical Saola, que causou inundações e deslizamentos de terra durante a semana antes de deixar o arquipélago na quinta-feira passada à noite.
Saola ganhou força e se transformou em tufão ao avançar no fim de semana pelo Mar da China Meridional até Taiwan. Em Xangai, a tormenta escureceu o céu e transformou o dia em noite.
Nuvens escuras da tormenta ‘Saola’ chegam a Xangai. (Foto: Aly Song / Reuters)
Até hoje, o Centro Nacional de Prevenção de Desastres foi acrescentando nomes à lista de falecidos, que ganhou força e se transformou em tufão ao avançar no fim de semana pelo Mar da China Meridional até Taiwan.
As inundações causadas pela tempestade, que neste momento se encontra em Taiwan, afetaram mais de 519 mil pessoas e causaram perdas milionárias à agricultura e à infraestrutura do país.
Grandes áreas da capital, Manila, foram alagadas, o que forçou o fechamento de escolas e de alguns locais de trabalho, incluindo a Embaixada dos Estados Unidos.
Ondas gigantes atingem o norte das Filipinas - Foto: EFE
Transformado em tufão com ventos de até 155 km/h, o Saola se encontra sobre Taiwan, onde causou pelo menos duas mortes, e agora se dirige rumo à China, embora seus efeitos ainda sejam sentidos nas Filipinas com chuvas e fortes ventos.
Pelo menos seis pessoas continuam desaparecidas devido ao Saola, que também causou danos em 74 estradas, 7.000 casas e obrigou à evacuação de 180 mil pessoas nas Filipinas, segundo o portal informativo local "Rappler". Grandes áreas da capital, Manila, foram alagadas nos últimos dias, o que provocou o fechamento de escolas e alguns centros de trabalho.
Homem transporta geladeira em meio à enchente causada pela tempestade Saola, que deve permanecer no país até sexta-feira Foto: Reuters
Além disso, embora o tufão tenha deixado o arquipélago, sua influência continuava sendo sentida e aumentava as chuvas de monção, indicou o Conselho de Gestão e Redução de Desastre Nacional.
A cada ano durante a estação chuvosa chamada de Monções (verão e outono no hemisfério norte), que começa em maio e termina em novembro, de 15 a 20 tufões e tempestades tropicais afetam Filipinas e a região.
Nesat e Nalgae, os últimos tufões de setembro de 2011, causaram a morte de ao menos 101 pessoas e dezenas de milhares não puderam voltar as suas casas pelas inundações, informaram no domingo as autoridades.
Em 2009, a tempestade tropical Ketsana, que inundou parte de Malina, deixou 464 vítimas.




Nenhum comentário:

Postar um comentário