Esta foto foi escolhida pela BBC 28 de setembro, 2012 como uma das 20 mais bonitas

Sejamos proativos nas questões relacionadas às mudanças climáticas, pois não seremos poupados de seus efeitos devastadores a curto e longo prazo.
gmsnat@yahoo.com.br
Um Blog diferente. Para pessoas diferentes!

Grato por apreciar o Blog.
Comentários relevantes e corteses são incentivados. Dúvidas, críticas construtivas e até mesmo debates também são bem-vindos. Comentários que caracterizem ataques pessoais, insultos, ofensivos, spam ou inadequados ao tema do post serão editados ou apagados.

SENATED

SENATED
Senated - Seminário Nacional de Tecnologias na Educação - 100% ONLINE E GRATUITO de 22 a 28 de Outubro de 2017

quarta-feira, 20 de abril de 2011

Abaixa ligeiramente o nível de radioatividade na água em Fukushima


A empresa que opera a usina nuclear de Fukushima, TEPCO, afirmou nesta quarta-feira que o nível de água radioativa que inunda várias áreas da planta diminuiu ligeiramente, um dia após iniciar os trabalhos de drenagem no reator 2.
A rede pública "NHK" informou nesta quarta-feira que está conseguindo retirar água contaminada a um ritmo de 10 toneladas por hora no túnel que leva ao reator 2, onde o nível do líquido diminuiu um centímetro em 24 horas.
O objetivo da TEPCO é retirar um total de 25 mil toneladas de água do túnel e do prédio de turbinas dessa unidade, 10 mil delas para meados de maio, com a ajuda de várias bombas e trasladá-las a um depósito vizinho para processá-las.
A água contaminada dificulta seriamente os trabalhos na central de Fukushima, onde trabalha para restaurar o sistema de refrigeração de três de seus seis reatores, danificado pelo terremoto e o tsunami de 11 de março.
Pouco depois do terremoto, o Governo evacuou um raio de 20 quilômetros ao redor da planta e recomendar aos moradores entre 20 e 30 quilômetros que fiquem em suas casas e abandonem a zona diante do aumento no nível de radiação.
Está previsto que o primeiro-ministro japonês, Naoto Kan, visite nesta quinta-feira a província de Fukushima e se reúna com seu governador, Yuhei Sato, além de visitar aos refugiados nas cidades de Tamura e Koriyama.
Segundo a agência local "Kyodo", espera-se que Kan anuncie nesta quinta a decisão de emitir uma ordem para proibir formalmente a passagem em um raio de 20 quilômetros. Fonte: EFE

Nenhum comentário:

Postar um comentário