Esta foto foi escolhida pela BBC 28 de setembro, 2012 como uma das 20 mais bonitas

Sejamos proativos nas questões relacionadas às mudanças climáticas, pois não seremos poupados de seus efeitos devastadores a curto e longo prazo.
gmsnat@yahoo.com.br
Um Blog diferente. Para pessoas diferentes!

Grato por apreciar o Blog.
Comentários relevantes e corteses são incentivados. Dúvidas, críticas construtivas e até mesmo debates também são bem-vindos. Comentários que caracterizem ataques pessoais, insultos, ofensivos, spam ou inadequados ao tema do post serão editados ou apagados.

EAD

sábado, 2 de abril de 2011

MAPA DA GRAVIDADE DA TERRA

A Agência Espacial Europeia (ESA) divulgou, nesta quinta-feira (31), o mapa mais preciso já feito até hoje da gravidade da Terra. As informações foram coletadas durante dois anos pelo satélite Goce. O modelo, chamado de geoide, mostra minunciosamente que a Terra não é completamente redonda.
Veja como é a superfície da Terra considerando a gravidade sem a ação de marés e de correntes oceânicas: 
O satélite Goce foi lançado em março de 2009 e já recolheu mais de 12 meses de dados sobre a gravidade. De acordo com a Esa, essas informações são essenciais para medir a movimentação dos oceanos, a mudança do nível do mar e a dinâmica do gelo – e para entender como são afetados pelas mudanças climáticas.
A Esa também explica que os dados podem ajudar a entender mais profundamente os processos que causam terremotos, como o evento que assolou o Japão no dia 11 de março. Isso porque os terremotos criam “rastros” na gravidade, o que poderia ser usado para entender o processo que conduz catástrofes naturais e, assim, prevê-los.
A ideia dos pesquisadores da Esa é continuar medindo a gravidade até o final de 2012. O satélite Goce, responsável pelos dados, pesa uma tonelada e orbita a baixa altitude. Ele usa um equipamente específico para medir a gravidade.

6 comentários:

  1. Quanto mais leio, mais questionamentos tenho. Respostas...?????

    ResponderExcluir
  2. As respostas são simples, com a tecnologia avançando rapidamente, o que se aprendeu vai se desmoronando, com as novas descobertas. O novo fica velho muito rapidamente na era atual.

    ResponderExcluir
  3. Isso se chama construção contínua do conhecimento, algo que a maioria dos ateus não quer deixar acontecer quando envolve a questão da natureza da matéria e do espírito.

    ResponderExcluir
  4. Concordo, é preciso olhar e realmente enxergar, coisas que muitos não fazem ou não querem admitir. Não quero ser como a maioria das pessoas que se entregam a uma filosofia e não tem coragem para mudar ou ver que nem tudo em nos pautamos são verdades absolutas. Somos seres mutantes.

    ResponderExcluir
  5. Muitas pessoas pautam em vãs filosofias e ficam nesse mundinho limitado, recusando-se a ter conhecimento amplo da saudável ciência séria, pura e investigativa do conhecimento. Preferem crer e ter fé na pseudo-ciência completamente sem provas e sem fundamentos. "O homem de fé é aquele que simplesmente perdeu (ou nunca teve) a capacidade para um pensamento claro e realista. Não que ele seja uma mula; é, na realidade um doente. Pior ainda incurável, porque o desapontamento, sendo essencialmente um fenômeno objetivo, não consegue afetar sua enfermidade subjetiva.

    ResponderExcluir
  6. Concordo plenamente, partindo do pricípio da fé muçulmana, que se baseeia em apontamentos num livro grotesco, falho, cheio de hipocrisias, sexo, incesto, e outrAS COISAS MAIS, e o pior cópia de outra doutrina que também a santa sé copiou. Ou seja fédemais, cheiro de ovo podre.

    ResponderExcluir