Esta foto foi escolhida pela BBC 28 de setembro, 2012 como uma das 20 mais bonitas

Sejamos proativos nas questões relacionadas às mudanças climáticas, pois não seremos poupados de seus efeitos devastadores a curto e longo prazo.
gmsnat@yahoo.com.br
Um Blog diferente. Para pessoas diferentes!

Grato por apreciar o Blog.
Comentários relevantes e corteses são incentivados. Dúvidas, críticas construtivas e até mesmo debates também são bem-vindos. Comentários que caracterizem ataques pessoais, insultos, ofensivos, spam ou inadequados ao tema do post serão editados ou apagados.

EAD

terça-feira, 19 de abril de 2011

CONFERÊNCIA MUNDIAL PARA CONSTRUIR NOVO SARCÓFAGO EM CHERNOBYL

A conferência de doadores celebrada nesta terça-feira (19) em Kiev arrecadou € 550 milhões  (US$ 785 milhões) dos € 740 milhões (US$ 1,06 bilhão) necessários para construir um novo sarcófago na central nuclear ucraniana de Chernobyl, cenário de um grave acidente nuclear em 1986.
"As contribuições anunciadas esta manhã permitem reunir, após um novo cálculo corrigido, a notável quantia de € 550 milhões", declarou o primeiro-ministro francês, François Fillon, após a conferência de doadores que copresidiu, já que a França é a atual presidente do G8.
Inicialmente, Fillon havia anunciado a arrecadação de € 575 milhões.
"Estamos à altura do que está em jogo", disse Fillon.
Para Fillon, este é um "valor mínimo", já que vários países se comprometeram, mas não estavam em condições de anunciar a quantia exata nesta terça-feira.
O presidente da Comissão Europeia, José Manuel Durão Barroso, prometeu que a União Europeia (UE) contribuirá com € 110 milhões, enquanto os Estados Unidos prometeram US$ 123 milhões (€ 86 milhões).
A França anunciou uma contribuição de € 47 milhões, a Alemanha de € 42 milhões, o Reino Unido de 28,5 milhões de libras (€ 32,45 milhões) e a Rússia de € 45 milhões.
O presidente ucraniano Viktor Yanukovich elogiou o resultado "sem precedentes" da conferência.
"Reunir os recursos não foi fácil, em consequência das dificuldades provocadas pela crise econômica e financeira. Apesar de tudo, conseguimos um apoio firme", disse.
"Concluir este projeto é importante para o povo ucraniano, mas também tem dimensão mundial", destacou.
O presidente recordou que, para que Chernobyl se torne "ecologicamente seguro", é necessário "construir um novo sarcófago ao redor do reator acidentado, assim como um depósito seguro para o combustível nuclear usado".
Usina de Chernobyl, daniifcada após a explosão, em foto de maio de 1986 (Foto: AP)
"O acidente na central nuclear japonesa de Fukushima demonstrou que a segurança nuclear ignora as fronteiras nacionais", acrescentou Yanukovich.
Representantes de mais de 50 países participaram nesta terça-feira em Kiev em uma conferência internacional de doadores para tentar arrecadar os € 740 milhões (US$ 1,06 bilhão) que faltam para construir um novo sarcófago no reator da central nuclear ucraniana de Chernobyl.
A central de Chernobyl, 100 km ao norte de Kiev, foi cenário da pior catástrofe nuclear da história, quando o quarto reator explodiu em 26 de abril de 1986, contaminando boa parte da Europa, em especial Ucrânia, Belarus e Rússia.
A unidade acidentada foi coberta em 1986 com cimento, mas a 'capa', construída rapidamente, apresenta fissuras atualmente.
Um consórcio formado pelas empresas francesas Bouygues e Vinci venceu em 2007 uma licitação para a construção de um novo sarcófago, financiado por um fundo internacional administrado pelo Banco Europeu para a Reconstrução e o Desenvolvimento (BERD).

Fonte: AFP e G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário