Esta foto foi escolhida pela BBC 28 de setembro, 2012 como uma das 20 mais bonitas

Sejamos proativos nas questões relacionadas às mudanças climáticas, pois não seremos poupados de seus efeitos devastadores a curto e longo prazo.
gmsnat@yahoo.com.br
Um Blog diferente. Para pessoas diferentes!

Grato por apreciar o Blog.
Comentários relevantes e corteses são incentivados. Dúvidas, críticas construtivas e até mesmo debates também são bem-vindos. Comentários que caracterizem ataques pessoais, insultos, ofensivos, spam ou inadequados ao tema do post serão editados ou apagados.

EAD

quarta-feira, 20 de abril de 2011

JAPÃO FIXA ZONA DE EXCLUSÃO EM FUKUSHIMA NUM RAIO DE 20 KM

Fukushima - Usina Nuclear

O principal porta-voz do governo do Japão, Yukio Edano, disse hoje que o governo estuda proibir a população de entrar na área a um raio de 20 quilômetros da usina nuclear Daiichi, em Fukushima. É o sinal mais forte até o momento de que o governo pode adotar esse plano. "Nós entendemos as pessoas que querem retornar, tendo partido apenas com suas roupas. Nós estamos nos últimos estágios para estabelecer um plano a fim de permitir a entrada temporária para os moradores retirados, salvaguardando sua saúde e segurança", disse Edano.
O primeiro-ministro Naoto Kan avalia a possibilidade de o governo fazer um anúncio amanhã proibindo a entrada de pessoas, segundo uma pessoa ligada ao assunto, citada hoje pela agência Kyodo News.
O governo emitiu uma ordem de retirada para a área de até 20 quilômetros da usina nuclear, que está emitindo material radioativo por causa de um acidente após o terremoto e subsequente tsunami ocorridos em 11 de março. Porém alguns moradores se recusam a deixar a área, enquanto outros têm entrado e saído da região para retirar seus pertences. Caso a ordem do governo seja imposta, ninguém poderá entrar na área sem uma autorização específica das autoridades.
Hoje, o Japão proibiu formalmente a pesca e o consumo de um pequeno peixe na costa de Fukushima, após água contaminada com radiação ter sido lançada na região. A proibição afeta o peixe conhecido como konago, informou o Ministério da Saúde. Os pescadores, porém, já evitavam trabalhar na área, depois de ter sido detectado nível elevado de radioatividade mais cedo neste mês na região.
Após 11 de março, houve alguns vazamentos na água e, além disso, água contaminada foi lançada ao mar. Autoridades disseram, porém, que o oceano deve diluir logo os elementos contaminantes, entre os quais o césio, e que eles não representam maior risco à saúde pública nem ao ambiente marítimo. As informações são da Dow Jones.
Fonte: Estadão.com.br
Sintomas da Exposição à Radiação

Nota do Blog: Em Chernobyl foi feito um cerco que existe até hoje, num raio de 30 km em volta de Chernobyl, conhecido como Zona de Exclusão, o que elevou os evacuados para 90.000.
Em 1997 esta área foi aumentada para 2.500 km2. Nesta zona a radiação atinge a mais de 21 milhões de Curies. As chuvas e inundações da primavera, quando a neve derrete, tem feito com que a radiação se espalhe e o perigo aumente. Estas águas em 50 anos contaminarão o rio Pripyat e a bacia do Dnieper, o que afetará a vida de 10 milhões de pessoas.
Porque no Japão é só de 20 km? Será que não aprenderam com o que aconteceu em Chernobyl? Estão enganando a população? Daqui uns anos os índices de câncer vai ser estrondoso. Os primeiros a morrer serão os trabalhadores que estão tentando resfriar os reatores, depois a população em torno da Usina.

Nenhum comentário:

Postar um comentário