Esta foto foi escolhida pela BBC 28 de setembro, 2012 como uma das 20 mais bonitas

Sejamos proativos nas questões relacionadas às mudanças climáticas, pois não seremos poupados de seus efeitos devastadores a curto e longo prazo.
gmsnat@yahoo.com.br
Um Blog diferente. Para pessoas diferentes!

Grato por apreciar o Blog.
Comentários relevantes e corteses são incentivados. Dúvidas, críticas construtivas e até mesmo debates também são bem-vindos. Comentários que caracterizem ataques pessoais, insultos, ofensivos, spam ou inadequados ao tema do post serão editados ou apagados.

EAD

sexta-feira, 30 de março de 2012

UM VULCÃO PODE MUDAR A GEOGRAFIA DA REGIÃO E O CLIMA DA TERRA

Antes
Depois
As imagens acima mostram uma comparação do vulcão El Chichón, no México, antes e depois da erupção que mudou a geografia da região e alterou o clima da Terra. O vulcão, que tinha um histórico tranquilo e pacato, entrou em erupção nos dias 29 de março e 3 e 4 de abril de 1982. Abriu uma cratera com um quilômetro de diâmetro, cheia de lava e ácido sulfúrico. O inferno geológico matou cerca de 2 mil pessoas que moravam nos vilarejos vizinhos.
Ambas as imagens foram captadas pelo satélite Landsat. A do alto é do dia 11 de março, por ocasião da erupção. As cores estão alteradas. A área vermelha indica a vegetação. As partes cinza são rocha e restos vulcânicos. Água está em azul ou preto. Na foto de baixo, de 2011, a vegetação já tinha coberto boa parte do cenário, mas ainda há detritos e cinzas vulcânicos ao longo do rio Magdalena e em torno da cratera.
Em 1982, o vulcão também jogou na atmosfera nuvens de cinzas e fumaça, que chegaram a 27 mil metros de altitude, acima de onde voam os aviões de carreira. Esses gases fizeram a estratosfera esquentar até 4 graus centígrados. E esfriaram 0,4 grau centígrado a temperatura média da superfície no Hemisfério Norte. Essa fração de grau é suficiente para atenuar os verões e gerar invernos mais rigorosos. Mas durou pouco tempo. Em 1988, o efeito da erupção já era passado.
O gráfico abaixo mostra a quantidade de radiação solar chegou na superfície da Terra nas últimas décadas, desde 1958. A erupção do El Chichón teve um efeito mais forte do que a do Pinatubo, alguns anos depois.
Essas atividades vulcânicas têm poder para mexer com o clima e com os destinos da humanidade. Um vulcão gigante na ilha de Sumatra, há mais de 100 mil anos, quase dizimou nossa espécie e provavelmente nos forçou a desenvolver a linguagem. No longo prazo porém, quando contamos a passagem do tempo em décadas, as mudanças climáticas provocadas por nossa atividade industrial são mais expressivas do que os vulcões que apitam por aí. Os gases responsáveis pelo efeito estufa que estamos jogando na atmosfera farão a temperatura média da Terra subir de 4 a 6 graus nos próximos 90 anos, segundo os cientistas. E, se não podemos prever nem domar os vulcões, por outro lado temos plena capacidade para administrar nossas chaminés.
Fonte: Blog do Planeta/Alex Mansur

Nenhum comentário:

Postar um comentário