Esta foto foi escolhida pela BBC 28 de setembro, 2012 como uma das 20 mais bonitas

Sejamos proativos nas questões relacionadas às mudanças climáticas, pois não seremos poupados de seus efeitos devastadores a curto e longo prazo.
gmsnat@yahoo.com.br
Um Blog diferente. Para pessoas diferentes!

Grato por apreciar o Blog.
Comentários relevantes e corteses são incentivados. Dúvidas, críticas construtivas e até mesmo debates também são bem-vindos. Comentários que caracterizem ataques pessoais, insultos, ofensivos, spam ou inadequados ao tema do post serão editados ou apagados.

SENATED

SENATED
Senated - Seminário Nacional de Tecnologias na Educação - 100% ONLINE E GRATUITO de 22 a 28 de Outubro de 2017

terça-feira, 27 de março de 2012

REMÉDIO EXPERIMENTAL REDUZ COLESTEROL RUIM EM ATÉ 66%

Uma injeção mensal de um remédio experimental desenvolvido por uma empresa americana de biotecnologia conseguiu reduzir o colesterol dos pacientes em até 66%, segundo estudo apresentado no fim de semana durante conferência de cardiologia nos Estados Unidos.
A fase 1 do teste clínico do remédio AMG 145, da empresa Amgen, acompanhou a evolução de 51 pacientes que tomaram uma injeção desta droga em duas modalidades: uma vez a cada duas semanas e uma vez a cada quatro semanas.
Entre os pacientes estudados que já tomavam altas doses de remédios redutores de colesterol, conhecidos como estatinas, e que tomaram a nova droga a cada duas semanas, o tipo perigoso de colesterol (LDL) teve uma redução de 63% na oitava semana.
Os que tomaram doses baixas de estatinas e seguiram o tratamento por quatro semanas viram uma queda sutilmente maior à média do colesterol LDL (66% ao final do mesmo intervalo de tempo).
HDL X LDL
Nem mortes, nem eventos adversos foram registrados durante o estudo preliminar, apresentado pela primeira vez no domingo durante a conferência anual do American College of Cardiology (ACC, na sigla em inglês).
O remédio é um anticorpo monoclonal totalmente humano, que inibe a PCSK9, uma proteína que reduz a capacidade do fígado em eliminar o colesterol LDL do sangue.
"Os primeiros estudos demonstraram que o AMG 145 reduz os níveis de PCSK9 no corpo e baixa os níveis de colesterol LDL", afirmou Sean Harper, vice-presidente executivo de Pesquisa e Desenvolvimento da Amgen, em um comunicado.
Mais dados do estudo de fase 2 são aguardados para o fim deste ano.
Encontrar formas alternativas de tratar o colesterol alo é importante para muitos pacientes que não toleram o tratamento com estatinas ou têm dificuldades de reduzir o colesterol o suficiente com mudanças de dieta e as estatinas contemporâneas.
Altas taxas de colesterol LDL são um fator importante para o desenvolvimento de doenças cardíacas e são consideradas um importante problema de saúde pública em todo o mundo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário