Esta foto foi escolhida pela BBC 28 de setembro, 2012 como uma das 20 mais bonitas

Sejamos proativos nas questões relacionadas às mudanças climáticas, pois não seremos poupados de seus efeitos devastadores a curto e longo prazo.
gmsnat@yahoo.com.br
Um Blog diferente. Para pessoas diferentes!

Grato por apreciar o Blog.
Comentários relevantes e corteses são incentivados. Dúvidas, críticas construtivas e até mesmo debates também são bem-vindos. Comentários que caracterizem ataques pessoais, insultos, ofensivos, spam ou inadequados ao tema do post serão editados ou apagados.

EAD

quinta-feira, 31 de março de 2011

A cesariana pode prejudicar o sistema imunológico do bebê

A cesariana e o sistema imunológico do bebê

Parto Normal: As bactérias vaginais ajudam o bebê
Parece que a forma de nascimento pode ter influência no desenvolvimento do sistema imunológico do bebê. E isto por causa das bactérias que colonizam inicialmente o recém nascido.

Lactobacillus
Num estudo recente, demonstrou-se que as bactérias da pele, nariz, boca e reto dos meninos nascidos por cesariana são claramente diferentes das que aparecem nos meninos nascidos vaginalmente.


Já se tinha sugerido que os nascidos por cesariana pareciam desenvolver alergias, asma e outras doênças associadas ao sistema imunológico com mais facilidade do que os nascidos por parto natural. Este novo estudo, publicado online o dia 22 de Junho passado, em Proceedings of the National Academy of Sciences (PNAS), explica a colonização inicial do bebê pelos micróbios, e como isto afeta ao sistema imunológico, à extração de nutrientes a partir dos alimentos ou a ter ou não mais micróbios nocivos.


Os nascidos naturalmente possuem muitos Lactobacillus, provenientes da vagina da mãe, que ajudam na digestão do leite, junto com uma mistura de bactérias muito específica de cada mãe. Os nascidos por cesariana, pelo contrário, são colonizados inicialmente por um conjunto de bactérias genéricas e potencialmente prejudiciais, como Staphylococcus e Acinetobacter, típicas da pele da mãe e também habituais nos hospitais.
Cesariana


Esta colonização inicial, que rapidamente se expande, vai determinar a população bacteriana inicial do individuo, influindo também no desenvolvimento do sistema imunológico da criança, segundo os investigadores que apresentaram o artigo.


Diz Gary Huffnagle, da Universidade de Michigan, um dos autores, que este estudo vai permitir avançar na compreensão do desenvolvimento inicial do sistema imunológico nos bebês, o qual pode também ser influído pela amamentação, podendo assim ajudar a determinar as melhores práticas médicas no sentido de propiciar o desenvolvimento de um ecossistema microbiano mais saudável no bebê.


Staphylococcus
Resumindo, as bactérias vaginais da mãe que cobrem o corpo do bebê no parto natural são saudáveis, ajudam na alimentação e propiciam um bom desenvolvimento do sistema imunológico do bebê. Na cesariana, as bactérias que colonizam o bebê são fundamentalmente as da pele da mãe e outras habituais dos hospitais, todas elas menos saudáveis e até potencialmente prejudiciais para o mesmo.


Portanto, mesmo sendo a cesariana muitas vezes medicamente indispensável, ou muito recomendada, também tem os seus inconvenientes, sendo mais saudável para o recém nascido o parto vaginal.

2 comentários:

  1. Olá, blogueiro!
    Participe da campanha contra o preconceito!
    Você pode divulgar informação com apenas um clique. Para acabar a discriminação contra pessoas que possuem o vírus HIV, basta que você faça parte dessa luta! Divulgue o vídeo: http://migre.me/48REC. Somos iguais!
    Para mais informações: comunicacao@saude.gov.br http://www.todoscontraopreconceito.com.br , http://www.aids.gov.br ou http://www.formspring.me/minsaude
    Siga-nos no Twitter: http://twitter.com/minsaude
    Atenciosamente,
    Ministério da Saúde.

    ResponderExcluir
  2. Fico feliz que o MS, tenha me contactado. Podemos ter uma parceria justa e realmente comprometida, com as questões efetivamente, relacionadas a saúde. aguardo vosso retorno

    ResponderExcluir