Esta foto foi escolhida pela BBC 28 de setembro, 2012 como uma das 20 mais bonitas

Sejamos proativos nas questões relacionadas às mudanças climáticas, pois não seremos poupados de seus efeitos devastadores a curto e longo prazo.
gmsnat@yahoo.com.br
Um Blog diferente. Para pessoas diferentes!

Grato por apreciar o Blog.
Comentários relevantes e corteses são incentivados. Dúvidas, críticas construtivas e até mesmo debates também são bem-vindos. Comentários que caracterizem ataques pessoais, insultos, ofensivos, spam ou inadequados ao tema do post serão editados ou apagados.

SENATED

SENATED
Senated - Seminário Nacional de Tecnologias na Educação - 100% ONLINE E GRATUITO de 22 a 28 de Outubro de 2017

sábado, 19 de março de 2011

O ANEL DE FOGO DO PACÍFICO ENTRA EM ATIVIDADE MÁXIMA


O Anel de Fogo
O Anel de Fogo do Pacífico (ou às vezes apenas o Anel de Fogo) é uma área onde um grande número de terremotos e erupções vulcânicas ocorrem na bacia do Oceano Pacífico. Em 40.000 km (25,000 milhas) em forma de ferradura, é associada a uma série quase contínua de fossas oceânicas, arcos vulcânicos, e correias vulcânica e / ou movimentos de placas.
Então, há evidências de que o resto do Anel de Fogo está chegando à vida?
Bem, considere os seguintes fatos ….
No mês passado, um grande terremoto absolutamente devastado Christchurch, Nova Zelândia.
Dois vulcões maciça na região de Kamchatka de Rússia eclodiu em momento quase exatamente o mesmo quando a magnitude 8,9 enorme terremoto no Japão.
Um dos vulcões mais ativos da Indonésia, o monte Karangetang, surgiu apenas um par de horas após o terremoto atingiu o Japão.
O vulcão do Fogo na Guatemala para trás explodiu no final de fevereiro.
800 metros plumas de cinzas subiu alto do vulcão Santiaguito na Guatemala perto do final de fevereiro.
Uma série de outros vulcões ao longo do Anel de Fogo tem sido erodido nos últimos tempos.
Apesar de não ser sobre o Anel de Fogo, o vulcão Kilauea, Havaí, também está no Oceano Pacífico e também tem sido extremamente ativa recentemente. Ele disparou 65 lava pés no ar na semana passada.
2011 está apenas seguindo uma tendência de aumento da atividade ao longo do Anel de Fogo, que começou no ano passado. Acontece que 2010 foi um ano marcante para erupções vulcânicas em torno do anel de fogo.
A costa oeste dos Estados Unidos também ao longo do Anel de Fogo. No ano passado, mais de 2000 tremores de terra atingiu o sul da Califórnia, em apenas uma semana.
Um terremoto de magnitude 8,8 sacudiu central do Chile em fevereiro passado e produziu um tsunami que matou 524 pessoas.
Infelizmente, a lista de exemplos poderia continuar e continuar e continuar.
A verdade é que há relatos de sismos e erupções vulcânicas significativa em algum lugar do mundo, quase todos os dias agora.
Se você estiver pensando que ele se parece que tem havido mais desastres naturais recentemente que não está imaginando coisas.
A verdade é que o número de sismos e do número de erupções vulcânicas tenham sido definitivamente aumentando.
Claro que existem alguns “opositores” na comunidade científica que ainda estão tentando insistir em que tudo isso é perfeitamente “normal” e que a razão mais terremotos e erupções mais estão a ser relatado é porque nós tivemos muito melhor na detecção de elas.
Então você compra isso?
Para a maioria do resto de nós está muito claro que a Terra está acordando.
Então, por que isso está acontecendo?
Bem, existem dezenas de teorias para isso que estão a ser lançada na Internet.

E o Brasil poderia ser atingindo por ondas gigantes?

No Brasil a probabilidade de ocorrer tsunami seria na região Nordeste. Uma onda gigante, acima de 50 metros de altura, atingindo o litoral brasileiro, especificamente João Pessoa e destruindo tudo no seu caminho. A cena assustadora não se trata de um filme de Hollywood, mas de uma sombria previsão de cientistas britânicos em estudo com professores da Universidade Federal da Paraíba (UFPB). O alerta coloca em xeque respostas de alguns estudiosos de ser quase nula a possibilidade do Brasil ser atingido por uma Tsunami. Essa possibilidade concreta existe e foi descoberta em 1996.

Terremotos no fundo do mar não são a única razão para o surgimento de ondas devastadoras. Quedas de meteoros e erupções vulcânicas também podem gerar precipitações marítimas. De acordo com cientistas ingleses, no Brasil, que não tem sistema de alarme de tsunami, moradores e turistas seriam pegos de surpresa, repetindo as cenas trágicas que aconteceram na Ásia, em 2004, quando o Sri Lanka foi duramente castigado por ondas de grande proporções, matando aproximadamente 150 mil pessoas. De acordo com pesquisadores, João Pessoa tem possibilidades de ser atingida por esse triste fenômeno.

A explicação dá conta de um vulcão, denominado Cumbre Vieja (Pico Velho), que fica na parte sul da ilha de La Palma, nas Canárias, perto da costa oeste da África. Se entrar em erupção novamente poderá provocar o deslocamento de um pedaço de rocha de alguns quilômetros cúbicos e sua queda no mar. Os fragmentos da rocha devem se espalhar e, consequentemente será formado um jato de água gigantesco que se deslocará como uma onda numa velocidade de aproximadamente 500 km por hora por todo o Oceano Atlântico. Em poucos minutos chegará à costa africana e, em pouco mais de 5 horas, atingirá o litoral do Norte e Nordeste brasileiro.
Na Universidade Federal da Paraíba tem um grupo de pesquisadores formados para elaborar estudos sobre vulnerabilidades e desastres. O professor em Planejamento e Gestão Geo-Ambiental da UFPB, Paulo Rosa, explicou que ainda não é possível prever quando esse vulcão entrará em erupção. "Com todo o aparato tecnológico ainda não se tem confirmações efetivas, porém, tomando como parâmetro a probabilidade, logo, o fato já ocorreu outras vezes e houve uma grande atividade que gerou terremoto com tsunami em Portugal em 1755, inclusive com grande mortandade de pessoas. Há estudos estatísticos nesse sentido de que a atividade vulcânica no arquipélago das Canárias ocorre mais ou menos de forma cíclica de 200 a 200 anos, logo está, segundo as previsões, com possibilidade de ocorrência daqui para frente", concluiu

Juscelino da Luz previu tsunami no litoral do Piauí
Prof. Juscelino Nóbrega da Luz consta uma que trata do tsunami que atingirá o litoral do Piauí.
2013 – De 01 a 25 de Novembro – Nas Ilhas Canárias uma Tsunami de 150 metros matará milhares de pessoas. Esta onda gigante sairá das Ilhas Canárias chegará ao litoral do Brasil em um período de 6 a 8 horas após a sua formação. A onda chegará à nossa costa com altura entre 40 e 50 metros entrando de 20 a 30 km terra adentro. A água atingirá o Nordeste e chegara até a divisa do Rio de Janeiro com Minas Gerais. A região Nordeste será atingida e parcialmente destruída.

O pesquisador João Adauto de Souza Neto, coordenador do curso de Geologia da Universidade Federal de Pernambuco, alerta às defesas civis dos estados que podem ser atingidos - Ceará, Piauí, Maranhão e litoral norte do Rio Grande do Norte - para que estejam preparadas para informar a população em tempo hábil. “Temos que ter um serviço de informações eficiente para a população. O tempo de antecedência com que se conhece um fenômeno é o principal fator. O serviço de informações poderia ser ao estilo do meteorológico. Isso é o que ocorre em outros países do mundo”, justifica.
O alerta está dado cabe aos governantes e a população se prepararem.
Onda Gigante (Tsunami)



 

2 comentários:

  1. Vamos ver quanto tempo demorará para que a população tenha acesso real a estas informações e vamos aguardar para ver quais atitudes o governo tomará para que haja uma meteorologia à altura de prever estas catástrofes.

    ResponderExcluir
  2. Maria, existe tecnologia em outros paises para detectar essas catástrofes, só que no Brasil não se investiu nelas por achar que tais ameaças não nos atingirão.

    ResponderExcluir