Esta foto foi escolhida pela BBC 28 de setembro, 2012 como uma das 20 mais bonitas

Sejamos proativos nas questões relacionadas às mudanças climáticas, pois não seremos poupados de seus efeitos devastadores a curto e longo prazo.
gmsnat@yahoo.com.br
Um Blog diferente. Para pessoas diferentes!

Grato por apreciar o Blog.
Comentários relevantes e corteses são incentivados. Dúvidas, críticas construtivas e até mesmo debates também são bem-vindos. Comentários que caracterizem ataques pessoais, insultos, ofensivos, spam ou inadequados ao tema do post serão editados ou apagados.

SENATED

SENATED
Senated - Seminário Nacional de Tecnologias na Educação - 100% ONLINE E GRATUITO de 22 a 28 de Outubro de 2017

quarta-feira, 15 de setembro de 2010

Minha História de Amor com Dani,

Minha História de Amor com Dani,
Separação Desilusão e Reencontro.
Capítulo I: A Separação
Incrível como a vida tirou você de mim de repente, na época não aceitava nossa separação, foi um golpe duro, que não consegui assimilar, isto faz 25 anos. Mais sei que a culpa disto era toda minha, pois acreditava que poderia ter todas as mulheres do mundo, quanto idiota eu fui, aprendi que a juventude é a fase das idiotices.
Algumas vezes perder pessoas são castigos que a vida nos prega, outras vezes conhece-las são dádivas. E neste momento é que precisamos aprender a valorizar isso, pois pode fugir entre os dedos como aconteceu no passado.
No passado esqueci-me de aproveitar cada minuto, cada dia, cada momento não entendia que era essencial, o tempero do processo amoroso.
Subestimei o sentimento que havia dentro de você, achei que por ele ter enraizado rápido tinha menos valor, esse erro acho que foi fulminante, aí te perdi.
A vida me fez encontrar, outras pessoas, e ao mesmo tempo desencontrar outras, ela sabe o que faz, mais igual a você não existia.
Entrou inesperadamente em meu caminho, passou a fazer parte da minha vida de diferentes maneiras e se fez essencial, mas só fui descobrir quando você partiu, já era tarde, “só damos valor quando perdemos, não quando temos”.
Esta distância, ausência, fez-me fraquejar, essas coisas são provações, testes para ver o quanto eu iria aguentar, sobrevivi à duras penas.
Capítulo II: Desilusão
Vivenciei diferentes emoções, as oscilações internas, os dramas que me afligiram e que sucumbiram, ora amores estóicos (imediatos), ora falsas paixões, ora frágeis, cômicos, diferentes espaços, tempos, e formas de pensamento, que diferiam da minha vida, o conjunto disto fizeram me liberar de alguns desejos, para deixar-me envolver em um universo de ficção amorosa.
E, nessa perspectiva, uma forma de expressão, de manifestação das minhas falsas emoções e a visão de um mundo que só existia dentro da minha cabeça, mas chega-se a reflexão humana, toca as emoções e a possibilidade de compreender questões humanas além de proporcionar diferentes formas de ver e perceber o verdadeiro mundo, uma vez que, a realidade fala mais alto. Tudo isso afirmaria a minha incompreensão, de vários amores errados, que seria melhor afastar-me, fazendo um bem para as mulheres com quem me envolvia.
Capitulo III: O Reencontro
A crueldade da vida nos faz sofrer, e sofrimento é lição, aprendi muito com isso, numa noite fria por acaso nos encontramos, e falamos do passado, do presente mais não do futuro, e um resgate aconteceu, você volta Dani, de novo a fazer parte do meu presente, será que foi um presente divino que Deus me devolveu, mais que preciso aceitar e não sofrer de novo, ou parafraseando Chico Xavier, tentar fazer um novo começo?
Acho que a felicidade não vem por acaso, e se a estou sentindo, não vou ter medo, vou valorizar a sua volta, não fugirei, vou viver de novo este amor, sem medo de ser feliz.
Creio que este amor não tem preço, choro de felicidade, pois sei que ele é único.
O meu sentimento nunca mais vai se perder por pouco, vou aproveitar todos os momentos deste instante sublime, que é o seu retorno, pois o tempo que perdi, que não vivi a seu lado eu te juro, deixaram marcas profundas em mim!
O que tenho de você dentro da minha cabeça é único, e pode nunca mais se repetir.
Adorei sua volta a meus braços, pois nunca deixei de te amar.
Não se afaste novamente, não tenho mais tempo para uma longa e triste espera.
Meu amor por você é grandioso, é maravilhoso.
Como eu te amo Dani!!!

3 comentários:

  1. Eu sou a Dani e conheci o Gil há bastante tempo e me apaixonei por ele...Algumas características do amor, são difíceis de entendermos, principalmente quando somos muito jovens. Nossas inseguranças não nos permite amar de verdade.Há passos que damos na vida(não importa analisar aqui), que nos deixam profundas marcas....Assim como existem pessoas que passam por nossas vidas, sem pedir permissão...elas aparecem, elas acontecem, passam a existir e permanecem em nossos corações para sempre...Com o Gil, foi assim...mesmo com a distância que nos separava, os seus olhos me prendiam, os seus olhos me buscavam, os seus olhos me abraçavam... e o desejo ocupava o lugar da razão. Buscávamos... mesmo separados, no sagrado mistério da vida... Amor, carinho, afinidade e cumplicidade, tornaram-se atalhos para total proximidade de nossas vidas...hoje depois que nos reencontramos...seguro-me na proteção dos seus braços, para que nunca mais ele me deixe partir...Serei única em sua vida e eternamente sua Gil!!! Amo vc.

    ResponderExcluir
  2. Que linda declaração de amor! Concordo com Arnaldo Jabor. Muitas vezes temos q fingir que não vemos as aventuras masculinas. É cruel. O homem ama uma mulher, mas não dispensa as escapulidas.

    ResponderExcluir
  3. megui, foi uma coisa que nao deu certo. Eu deveria ter tirado este texto à muito tempo. foi um caso comum. q não deveria e nao dei continuadidade.

    ResponderExcluir