Esta foto foi escolhida pela BBC 28 de setembro, 2012 como uma das 20 mais bonitas

Sejamos proativos nas questões relacionadas às mudanças climáticas, pois não seremos poupados de seus efeitos devastadores a curto e longo prazo.
gmsnat@yahoo.com.br
Um Blog diferente. Para pessoas diferentes!

Grato por apreciar o Blog.
Comentários relevantes e corteses são incentivados. Dúvidas, críticas construtivas e até mesmo debates também são bem-vindos. Comentários que caracterizem ataques pessoais, insultos, ofensivos, spam ou inadequados ao tema do post serão editados ou apagados.

EAD

segunda-feira, 20 de setembro de 2010


Por que Jesus Cristo escolheu os mais pobres se ele tinha o poder de se juntar aos mais ricos ?



Vamos começar por um pequeno trecho bíblico:
"Jesus estava em Jerusalém durante a festa da Páscoa. Vendo os sinais que ele fazia, muitos acreditaram no seu nome. Mas Jesus não confiava neles, pois conhecia a todos. Ele não precisava de informações a respeito de ninguém, porque conhecia o homem por dentro" (Jo 2: 23-25).

Cristo passou trinta anos de sua vida apenas estudando, adquirindo conhecimentos que lhe levaram a seguinte conclusão: "devemos acumular tesouros nos céus, por que lá ninguém, nem ladrão rouba, nem a traça corroi".

Vejamos também um pouco da Filosofia Budista: "O homem é extremamente egoísta, esquece a riquesa espiritual e se liga totalmente aos bens materiais. É tão egoista que até na hora da morte, pede para não morrer".

E o que diz a Filosofia Seicho-No-Ie: "Devemos, através do conhecimento espiritual manter a mente rica, quando temos a mente rica em bens espirituais, as riquesas materiais se juntam em torno dela".

Na época em que Cristo surgiu, o mundo passava por uma grande e equivocada evolução política, nada diferente do que está contecendo agora no ano de 2010. O homem se ligava totalmente aos bens materiais, e quanto mais poder tinha sobre eles, mais sua alma se dividia entre seus bens, tornando-a enfraquecida, pobre em conhecimento da sua própria origem, fazendo com que ele perdesse o caminho de volta para casa.

Vendo a mundo político atual, sabemos que o dinheiro dos que trabalham, e que clamam por um mundo social melhor, não retorna em forma de hospitais e bom atendimento médico, fazendo com que milhões de pessoas morram anualmente assassinadas por quem tem o poder e a cobiça. Não retorna em forma de escola e conhecimento para que o poder da sabedoria nos cidadãos não enxergue a bandidagem, atrás dos muros do poder.

O que Cristo sabia e que a maioria dos seres humanos não, é que quanto mais bens materiais adquiridos por cobiça e não por necessidade, mais a alma se divide, e quanto mais a alma se divide, ao voltar a sua origem, volta diluída, e ao retornar a Terra, em seu ciclo constante e eterno, não voltará com a mesma forma completa de um ser humano, será dividida e distribuída em pequenos seres.

Cristo na realidade não escolheu os mais pobres, mais os mais ricos em bens espirituais, pessoas com as suas almas completas, livres dos grilhões dos bens materiais, onde a riqueza está na alma, onde o conhecimento mais fácil se concentra e se reproduz, por isso seus dizeres se espalham até hoje, através de pessoas felizes e que oram por esta felicidade. E continuarão eternamente a se desenvolver, para o bem da humanidade, em sua volta para sua casa de origem, a casa do Pai.

2 comentários:

  1. Gosto disto: Em qualquer corte justa, Deus teria de responder por: 1) – Omissão de socorro: deixar de prestar assistência, quando possível fazê-lo, sem risco pessoal... (cf. Art. 135, Código Penal) e por 2) – Homicídio qualificado: à traição, de emboscada, ou mediante dissimulação ou outro recurso que dificulte ou torne impossível a defesa do ofendido (cf. Artigo 121, § 2°, inciso IV, Código Penal). Ou seja, se Deus fosse um homem, ele já estaria apodrecendo numa penitenciária de segurança máxima onde ficam enclausurados os criminosos mais hediondos. Se a pena pelos seus crimes fosse provar um pouco do veneno que ele próprio criou, certamente preferiria nunca ter existido – e desaparecia num estalar dos dedos!

    André Díspore Cancian

    ResponderExcluir
  2. Concordo com vc. Quando postei esta matéria foi na intenção de sensibilizar os seres hipócritas, pois vejo Jesus, como o primeiro revolucionário da história, uma pena que a Santa Sé aproveitou disto e inventou esta mentira toda.

    ResponderExcluir