Esta foto foi escolhida pela BBC 28 de setembro, 2012 como uma das 20 mais bonitas

Sejamos proativos nas questões relacionadas às mudanças climáticas, pois não seremos poupados de seus efeitos devastadores a curto e longo prazo.
gmsnat@yahoo.com.br
Um Blog diferente. Para pessoas diferentes!

Grato por apreciar o Blog.
Comentários relevantes e corteses são incentivados. Dúvidas, críticas construtivas e até mesmo debates também são bem-vindos. Comentários que caracterizem ataques pessoais, insultos, ofensivos, spam ou inadequados ao tema do post serão editados ou apagados.

EAD

quinta-feira, 10 de maio de 2012

PEQUIM PLANEJA ELIMINAR 1.200 EMPRESAS ALTAMENTE POLUIDORAS ATÉ 2015


Autoridades de Pequim informaram nesta quarta-feira que planejam eliminar 1.200 empresas altamente poluidoras até 2015 para melhorar a qualidade do ar na capital chinesa, uma das cidades mais poluídas do mundo.
A medida se seguiu a uma reação pública contra o forte "smog" (fumaça misturada a neblina causada pela contaminação) que envolve a capital chinesa - às vezes tão espesso que atrasa voos e trens que têm Pequim como origem ou destino -, desatando preocupações sanitárias na população em geral.
Forte 'smog' envolve Pequim em fevereiro de 2011
Foto de Goh Chai Hin/AFP/Arquivo
O Birô Municipal de Proteção Ambiental de Pequim informou, em um comunicado, que planeja eliminar 1.200 instalações altamente poluidoras, tais como fundições, indústrias químicas e fábricas de móveis até 2015.
"A poluição industrial é um dos principais fatores que influenciam a qualidade do ar nesta cidade", denunciou o birô, sem especificar se as empresas serão fechadas ou realocadas para outras regiões do país.
A qualidade do ar na capital tem sido ruim há anos, mas internautas se concentraram nela desde o final do ano passado, depois que a embaixada americana começou a publicar suas próprias leituras da poluição, frequentemente alarmantes.
A embaixada faz medições de PM2,5 - o menor e mais nocivo dos particulados encontrados no ar - e publica os resultados em posts no microblog Twitter. As leituras costumam variar entre "muito insalubre" e "perigoso".
O governo pequinês acabou cedendo à pressão online e informou que começaria a publicar suas próprias medições de PM2,5, ao invés de basear suas informações em partículas de 10 micrômetros ou mais, conhecidas como PM10, que são menos nocivas.
Também criou quiosques para aluguel de bicicletas na tentativa de diminuir os engarrafamentos, outra fonte de poluição na cidade, e criando novas ciclovias.

Nenhum comentário:

Postar um comentário