Esta foto foi escolhida pela BBC 28 de setembro, 2012 como uma das 20 mais bonitas

Sejamos proativos nas questões relacionadas às mudanças climáticas, pois não seremos poupados de seus efeitos devastadores a curto e longo prazo.
gmsnat@yahoo.com.br
Um Blog diferente. Para pessoas diferentes!

Grato por apreciar o Blog.
Comentários relevantes e corteses são incentivados. Dúvidas, críticas construtivas e até mesmo debates também são bem-vindos. Comentários que caracterizem ataques pessoais, insultos, ofensivos, spam ou inadequados ao tema do post serão editados ou apagados.

SENATED

SENATED
Senated - Seminário Nacional de Tecnologias na Educação - 100% ONLINE E GRATUITO de 22 a 28 de Outubro de 2017

quinta-feira, 9 de junho de 2011

TEMPESTADE SOLAR PODE CAUSAR PERTURBAÇÕES NA TERRA

Desde 2006, não acontecia uma tempestade tão grande no Sol.
Fenômeno foi registrado por um observatório da Nasa.
Uma tempestade solar incomum, localizada por um observatório espacial da Nasa, poderá perturbar a atividade dos satélites, assim como das comunicações e das redes elétricas na Terra esta quarta-feira, alertaram autoridades.
Desde 2006 não se via uma tempestade solar desta magnitude, segundo a meteorologia nacional americana (NWS).
O Sol sofreu em 7 de junho uma tempestade de força mediana (M-2), com emissão de massa coronal (CME, na sigla em inglês) visualmente espetacular", noticiou o observatório dinâmico solar da agência espacial americana, em um comunicado.
Tempestade solar vista por observatório da Nasa (Foto: Nasa / SDO)
O centro de previsões espaciais da NWS descreveu o fenômeno como "espetacular" e "suscetível de provocar uma tempestade geomagnética de pequena a moderada, em 8 de junho, a partir das 15h (horário de Brasília), aproximadamente".
Esta tempestade "contém uma quantidade importante de prótons de alta energia, superior a 100 megaelétron-volts (MeV)", algo que não ocorria desde dezembro de 2006, segundo o comunicado.
A tempestade geomagnética poderia provocar perturbações nas redes elétricas, especialmente nos satélites GPS, e obrigar os aviões a modificar seu itinerário ao sobrevoar as regiões polares, explicou um porta-voz.
Fonte: France Presse - AFP

Nota do Blog: Na postagem de ontem eu falei que a tividade solar tem ligações com terremotos, Tsunamis e atividade Vulcânica, pura coincidência. Podemos esperar que algum tipo de perturbação irá acontecer no Globo Terrestre, pois desequilíbrios e tempestades solares tem ligações um com o outro.
Boa parte dessa energia emitida pelo Sol é barrada pelo campo magnético da Terra. Mas esse ‘escudo’ pode estar com problemas. Pesquisas mostraram que o campo magnético da Terra tem variado nos últimos milhares de anos, com tendência para o enfraquecimento ou inversão.

A primeira consequência é a possibilidade de auroras boreais nas latitudes mais elevadas, provocadas pela ionização dos átomos de nitrogênio e oxigênio na atmosfera superior. Excitado, o nitrogênio emite fótons no comprimento de luz verde enquanto o oxigênio emite luz no espectro do vermelho.
Com relação às telecomunicações, as principais interferências ocorrem nos comprimentos de onda de frequências muito baixas - VLF - onde operam equipamentos de navegação e orientação de barcos e aeronaves. No entanto, devido à redundância de instrumentos utilizados para orientação e o uso de sistemas inerciais de orientação, esse seguimento é pouco afetado por tempestades solares.
Embarcações que utilizam exclusivamente GPS para orientação poderão também perceber pequenos erros de posicionamento. O motivo é que esses instrumentos baseiam-se no tempo que as ondas eletromagnéticas chegam até o receptor. Durante as tempestades geomagnéticas a ionosfera terrestre se torna mais densa no comprimento de onda utilizado pelo sistema GPS, retardando em alguns microssegundos a recepção dos sinais. No entanto, modelos conhecidos como Ionosferic Delay permitem aos operadores do sistema levar em conta esse atraso, introduzindo correções para que o erro seja minimizado.
Tempestades solares intensas também são responsáveis por danificar equipamentos a bordo de satélites e aumentar o arrasto deles na atmosfera, tornando frequente a necessidade de reposicionamento para que seja mantida a órbita programada.
O setor elétrico também sofre com as perturbações do Sol, que geram correntes elétricas induzidas nas linhas de transmissão. Dependendo da intensidade da tempestade e da região do planeta, as correntes induzidas podem danificar transformadores e em casos mais graves até mesmo explodir equipamentos, principalmente se localizados nas latitudes elevadas.
Exemplos de Pertubações: O Tufão Durian nas Filipinas em Dezembro de 2006 (1.400 mortos) e o deslizamento de terras que atingiu o mesmo país em Fevereiro (1.100 mortos).
Em 1989 o Canadá foi atingido por uma tempestade solar, deixando quase seis milhões de pessoas sem energia elétrica

5 comentários:

  1. Nossa!!!! Já começo a acreditar que a humanidade está mesmo seriamente ameaçada neste planeta! Há fenômenos gigantescos nunca vistos acontecendo em todos os confins. O homem está podendo visualizar catástrofes de toda ordem, com suas tecnologias cada vez mais avançadas.Pior de tudo; está completamente impotente aos resultados de suas desordens.

    ResponderExcluir
  2. Com o mundo globalizado através da internet, temos mais informações, mesmo que forjadas, sobre o que está acontecendo no Globo terrestre. Sobre o fim da humanidade, acredito que não será total, devem sobrar alguns para iniciar uma nova era.

    ResponderExcluir
  3. O site negacionista Apolo 11 nega descaradamente o aumento de terremotos e a existência de estudos científicos que tentam correlacioná-los com tempestades solares.

    Como não podia deixar de ser, eles não permitem comentários abertos e se recusam a serem interrogados sistematicamente, dando seus conhecimentos como inquestionáveis.

    ResponderExcluir
  4. Eles podem negar.Mais os fatos e evidências estão aí. Quem quizer acreditar que não tem correração uma coisa com a outra que acredite.

    ResponderExcluir
  5. Quem nega a possibilidade teórica do eletromagnetismo extra-planetário influenciar as atividades geológicas está negando a influência da energia sobre a matéria. Tal negacionista só pode ser uma de duas coisas: louco ou charlatão.

    Os negacionistas do site Apolo 11 e do site Astro PT são tão descarados que nem sequer dão chances de os questionarmos de forma sistemática.

    ResponderExcluir