Esta foto foi escolhida pela BBC 28 de setembro, 2012 como uma das 20 mais bonitas

Sejamos proativos nas questões relacionadas às mudanças climáticas, pois não seremos poupados de seus efeitos devastadores a curto e longo prazo.
gmsnat@yahoo.com.br
Um Blog diferente. Para pessoas diferentes!

Grato por apreciar o Blog.
Comentários relevantes e corteses são incentivados. Dúvidas, críticas construtivas e até mesmo debates também são bem-vindos. Comentários que caracterizem ataques pessoais, insultos, ofensivos, spam ou inadequados ao tema do post serão editados ou apagados.

EAD

terça-feira, 20 de dezembro de 2011

AUTORIDADES ADVERTEM SOBRE RISCO DO USO DE MEDICAMENTO MULTAQ

A Administração de Alimentos e Medicamentos (FDA) dos Estados Unidos determinou nesta segunda-feira à gigante farmacêutica francesa Sanofi que modifique a etiqueta de seu medicamento para o coração Multaq, após a descoberta de que ele duplica o risco de morte em certos pacientes.
Os pacientes que sofrem de arritmia cardíaca anormal permanente ou fibrilação auricular não devem tomar o medicamento (dronedarona), já que ele dobra o risco de morte vascular, apoplexia e insuficiência cardíaca, segundo a FDA.
As conclusões são baseadas em dados de dois estudos clínicos realizados com pacientes que sofrem de fibrilação auricular permanente.
Mas outro estudo médico, que analisou pacientes com um tipo de arritmia conhecida como fibrilação auricular não permanente, mostrou que o Multaq "tem efeitos benéficos" e pode ser prescrito.
Desde que a FDA aprovou o medicamento, em julho de 2009, já ocorreram 1,3 milhão de prescrições nos Estados Unidos.
QG da Sanofi-Aventis nos arredores de Paris (foto arquivo)



Um comentário:

  1. Se as pessoas tivessem a preocupação de ler as bulas, principalmente contra indicações, acho que muitas temeriam em consumir estas drogas. Em muitas situações, o crime não compensa.

    ResponderExcluir