Esta foto foi escolhida pela BBC 28 de setembro, 2012 como uma das 20 mais bonitas

Sejamos proativos nas questões relacionadas às mudanças climáticas, pois não seremos poupados de seus efeitos devastadores a curto e longo prazo.
gmsnat@yahoo.com.br
Um Blog diferente. Para pessoas diferentes!

Grato por apreciar o Blog.
Comentários relevantes e corteses são incentivados. Dúvidas, críticas construtivas e até mesmo debates também são bem-vindos. Comentários que caracterizem ataques pessoais, insultos, ofensivos, spam ou inadequados ao tema do post serão editados ou apagados.

SENATED

SENATED
Senated - Seminário Nacional de Tecnologias na Educação - 100% ONLINE E GRATUITO de 22 a 28 de Outubro de 2017

sexta-feira, 30 de dezembro de 2011

UMA NOVA ILHA SURGE NO MAR VERMELHO

Satélites da NASA captam imagens da mais recente ilha do arquipélago de Al-Zubair
Uma erupção ocorrida no Mar Vermelho está a dando origem a uma nova ilha vulcânica. Segundo informações da agência espacial norte-americana - NASA, vários pescadores de As-Salif, cidade portuária no oeste do Iémen, observaram uma erupção perto de uma ilha desabitada do arquipélago de Al-Zubair. Viram, no dia 19 de Dezembro, fontes de lava alcançarem mais de 30 metros de altura.
O Moderate Resolution Imaging Spectroradiometer (MODIS) que se encontra nos satélites Terra e Aqua, da NASA , observaram nuvens de fumaça dias 20 e 22. O Ozone Monitoring Instrument, do satélite Aura, detectou níveis elevados de dióxido de enxofre, indicando uma erupção.
Imagem de satélite da Nasa mostra a nuvem de fumaça de erupção vulcânica no
Arquipélago de Al-Zubair que está fazendo surgir nova ilha no Mar Vermelho.
 NASA
A atividade no Mar Vermelho inclui mais do que uma erupção. No dia 23, apareceu algo com o aspecto de uma ilha. O Advanced Land Imager, outro instrumento de observação da NASA, capturou imagens em alta resolução.
Comparando estas imagens recentes com uma captada em 2007, observou-se as diferenças na região e a nova ilha, onde antes era uma superfície de água contínua.
Esta região faz parte do rifte do Mar Vermelho, onde as placas tectónicas africanas e da Península arábica se separam e a crosta oceânica colide com regularidade.
O Mar Vermelho (que tém sua água azul)
SOBRE O MAR VERMELHO
O mar Vermelho (árabe:Bahr el-Ahmar, hebraico Yam Suf ou Hayam Haadóm) é um golfo do Oceano Índico entre a África e a Ásia. Ao sul, o mar Vermelho comunica com o oceano Índico pelo estreito de Bab el Mandeb e o golfo de Áden. A norte se encontram a península do Sinai, o golfo de Aqaba e o canal de Suez (que permite a comunicação com o Mar Mediterrâneo).
O mar Vermelho tem um comprimento de aproximadamente 1900 km, por uma largura máxima de 300 km e uma profundidade máxima de 2 500 metros na fossa central, com uma profundidade média de 500 m, sua água tem um percentual de salinidade de 40%. O mar Vermelho é famoso pela exuberância de sua vida submarina, sejam as inúmeras variedades de peixes ou os magníficos corais. A superfície do mar Vermelho é de aproximadamente 450 000 km², com uma população de mais de 1000 espécies de invertebrados, de 200 espécies de corais e de ao menos 300 espécies de tubarões.
As temperaturas na superfície do mar Vermelho são relativamente constantes, entre 21 e 25 °C. A visibilidade se mantém relativamente boa até 200 metros de profundidade, mas os ventos podem surgir rapidamente e as correntes se revelarem traiçoeiras.
A criação do mar Vermelho é devida à separação das placas tectônicas da África e da península arábica. O movimento começou há cerca de trinta milhões de anos e continua atualmente, o que explica a existência de uma atividade vulcânica nas partes mais profundas e nas margens. Admite-se que o mar Vermelho transformar-se-á em um oceano, como propõe o modelo de John Tuzo Wilson.
O mar Vermelho é um destino turístico privilegiado, principalmente para os amantes de mergulho submarino.
Os países banhados pelo mar Vermelho são Arábia Saudita, Djibuti, Egito, Eritreia, Iêmen, Israel, Jordânia e Sudão.
Algumas cidades costeiras do mar Vermelho: Assab, Port Soudan, Port Safaga, Hurghada, Suez, Sharm el Sheikh, Eilat, Aqaba, Dahad, Jeddah, Al Hudaydah.
Ao contrário do que possa parecer, o Mar Vermelho, braço do Oceano Índico entre a costa da África e a Península Arábica, não tem esse nome por causa de sua cor. De longe suas águas têm um aspecto azulado. Normalmente são também bastante límpidas, o que faz que a região seja utilizada para atividades de mergulho. A mais provável origem do nome são as bactérias trichodesmium erythraeum, presentes na superfície da água. Durante sua proliferação elas deixam o mar com manchas avermelhadas em alguns lugares. Outra possibilidade são as montanhas ricas em minerais na costa arábica, apelidadas de "montanhas de rubi" por antigos viajantes da região.





Nenhum comentário:

Postar um comentário