Esta foto foi escolhida pela BBC 28 de setembro, 2012 como uma das 20 mais bonitas

Sejamos proativos nas questões relacionadas às mudanças climáticas, pois não seremos poupados de seus efeitos devastadores a curto e longo prazo.
gmsnat@yahoo.com.br
Um Blog diferente. Para pessoas diferentes!

Grato por apreciar o Blog.
Comentários relevantes e corteses são incentivados. Dúvidas, críticas construtivas e até mesmo debates também são bem-vindos. Comentários que caracterizem ataques pessoais, insultos, ofensivos, spam ou inadequados ao tema do post serão editados ou apagados.

EAD

sábado, 17 de dezembro de 2011

A NATUREZA ESTÁ IMPLACÁVEL, CEIFANDO VIDAS HUMANAS

O número de vítimas da tempestade tropical Washi, que devastou o sul das Filipinas, subiu para 440 mortos neste sábado, e mais de 200 pessoas estão desaparecidas, informou a Cruz Vermelha.
Entre os locais mais afetados estão a cidade de Cagayan de Oro, onde foram registrados 215 mortos, e a cidade de Iligan, onde morreram 144 pessoas, informou à AFP o secretário-geral da Cruz Vermelha filipina, Gwen Pang.
Cerca de 20 mil soldados foram mobilizados em uma vasta operação na costa norte da ilha de Mindanao.
O prefeito de Iligan, Lawrence Cruz, disse que a tempestade provocou "a pior inundação na história de nossa cidade", em declarações à televisão GMA. "Aconteceu muito rápido, quando as pessoas dormiam", completou.
cerca de 20 mil soldados foram mobilizados em uma vasta
operação na costa norte da ilha de mindanao
A televisão mostrou imagens de uma família saindo por uma janela de casa e equipes de resgate levando sobreviventes a uma região segura, com a água no nível do peito.
"A maioria das pessoas estava dormindo quando a água da enchente chegou, às 02H30 da manhã (16H30 de Brasília de sexta-feira)", disse à imprensa em Manila Benito Ramos, chefe do escritório de gestão de desastres.
"Eles foram alertados sobre a aproximação da tempestade, mas não realizaram a evacuação preventiva", acrescentou.
Ramos explicou que Mindanao é raramente visitada por tempestades, embora cerca de 20 grandes destes eventos atinjam as Filipinas anualmente, com a maioria deles chegando a Luzon, a maior e mais populosa ilha do arquipélago.
"Esperamos grandes danos, especialmente na agricultura", disse.
Marlyn Ramos, moradora de Iligan, lembrou como ela e seus filhos assistiram aterrorizados de seu telhado a enchente varrer sua vizinhança.
"Todas as casas pequenas atrás da nossa foram destruídas, e muitos de meus vizinhos estão desaparecidos", disse.
Outras áreas afetadas de Mindanao são a província de Bukidnon, onde 47 pessoas morreram, enquanto nove faleceram em outros pontos da ilha, explicou Pang, da Cruz Vermelha.
Vinte e cinco pessoas se afogaram na ilha de Negros, informou à AFP um funcionário da Defesa Civil local.
Pang relatou que 162 pessoas ainda estão desaparecidas em Cagayan de Oro e Iligan, enquanto um funcionário de Negros disse que 19 pessoas sumiram em sua ilha.
O presidente filipino, Benigno Aquino, ordenou que 10 centros de evacuação sejam instalados nas áreas afetadas de Mindanao, relatou seu porta-voz, Abigail Valte, à rádio do governo.

Um comentário:

  1. É a reação da natureza em resposta as ações humanas. Acho que já estou acostumando e convicta de que colhemos e o que semeamos. É a vida.

    ResponderExcluir