Esta foto foi escolhida pela BBC 28 de setembro, 2012 como uma das 20 mais bonitas

Sejamos proativos nas questões relacionadas às mudanças climáticas, pois não seremos poupados de seus efeitos devastadores a curto e longo prazo.
gmsnat@yahoo.com.br
Um Blog diferente. Para pessoas diferentes!

Grato por apreciar o Blog.
Comentários relevantes e corteses são incentivados. Dúvidas, críticas construtivas e até mesmo debates também são bem-vindos. Comentários que caracterizem ataques pessoais, insultos, ofensivos, spam ou inadequados ao tema do post serão editados ou apagados.

EAD

terça-feira, 27 de dezembro de 2011

SCIENCE E NATURE PODERÃO DIVULGAR ESTUDO SOBRE VÍRUS MORTAL

Vírus mutante da gripe das aves foi produzido na Holanda.
As duas grandes revistas científicas internacionais – «Science» e «Nature» – estudam qual será a forma mais adequada de publicar um trabalho de investigação sobre um vírus mortal mutante da gripe das aves, produzido em laboratório, sem comprometer a segurança pública.
O estudo foi desenvolvido no laboratório holandês, liderado por Ron Fouchier, do centro médico Erasmus de Roterdã. O investigador teria anunciado, há poucos meses, a criação de um vírus mutante H5N1, de fácil contágio entre os mamíferos e, consequentemente, entre os seres humanos.
O Painel Consultivo sobre Biossegurança dos Estados Unidos (NSABB), integrado por especialistas, pediu em Novembro que a «Science» "omitisse detalhes sobre métodos científicos e as mutações específicas do vírus no estudo de Fouchier, antes de publicá-la", segundo a fonte da revista. A direção editorial da publicação informou também, em comunicado, que "leva muito a sério" a solicitação do NSABB, na qual pede para "apenas publicar uma versão resumida do relatório”.
Segundo a revista norte-americana, a informação é importante para os cientistas que fazem investigação sobre o vírus da gripe aviária.
A britânica «Nature» partilha a preocupação e também confirma que avalia a possibilidade de publicar o estudo, pelas mesmas razões, já que avanços na investigação permitem proteger a população.
Contudo, a publicação do estudo dependerá daquilo que for decidido pelas autoridades federais norte-americanas. As decisões finais deverão vir a público dentro de duas semanas, tendo em consideração um acesso seguro à informação àqueles que precisem consultá-la.
Um diário brasileiro afirmou que o Instituto Pasteur teria refutado a possibilidade de que terroristas “possam reproduzir em laboratório o vírus mortal, com base no estudo do professor Fouchier, devido à complexidade técnica que demanda e ao pequeno número de laboratórios no mundo que contam com as instalações necessárias”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário