Esta foto foi escolhida pela BBC 28 de setembro, 2012 como uma das 20 mais bonitas

Sejamos proativos nas questões relacionadas às mudanças climáticas, pois não seremos poupados de seus efeitos devastadores a curto e longo prazo.
gmsnat@yahoo.com.br
Um Blog diferente. Para pessoas diferentes!

Grato por apreciar o Blog.
Comentários relevantes e corteses são incentivados. Dúvidas, críticas construtivas e até mesmo debates também são bem-vindos. Comentários que caracterizem ataques pessoais, insultos, ofensivos, spam ou inadequados ao tema do post serão editados ou apagados.

EAD

domingo, 6 de novembro de 2011

SEIS PESSOAS MORREM NO NORTE DA ITÁLIA DEVIDO A CHUVAS TORRENCIAIS

O número de mortos nas chuvas torrenciais que castigam a região de Gênova, no norte da Itália, chegou a seis esta sexta-feira, informaram fontes oficiais.
"Os mortos são seis", anunciou o prefeito de Gênova, Francesco Musolino.
Entre as vítimas está uma mulher que morreu atropelada por carros que foram arrastados pela cheia de um rio.
Outra mulher e seus dois filhos, de nacionalidade albanesa, que estavam desaparecidos, foram encontrados mortos em um bairro localizado às margens do rio Ferreggiano, junto com outros dois adultos.
A enxurrada arrastou dezenas de carros, arrancou tubulações de gás e inundou garagens e armazéns.
Pessoas observam a pilha de carros arrastados pelas cheias do rio Bisagno,
causadas pela chuva, em Gênova
A Itália sofre com as chuvas há uma semana, por causa do mau tempo que afeta o norte da península e que provocou até agora 10 mortes, causando perdas milionárias na região de Liguria.
"Trata-se de uma tragédia imprevisível", afirmou a prefeita de Gênova, Marta Vicenzi, também preocupada com a destruição de várias pontes e deslizamentos de lama em várias cidades.
A partida entre as equipes do Genoa e da Inter de Milão, pela Série A do Campeonato Italiano, que deveria ser disputada no domingo, foi adiada para uma data ainda não determinada.
O mal tempo deverá continuar até domingo, segundo a Defesa Civil, que completou que as chuvas, acompanhadas por ventos fortes, alcançariam outras regiões do país como Toscana, os arredores de Roma e as duas principais ilhas italianas Sardenha e Sicília.
Em Roma, 4.000 voluntários foram colocados em estado de alerta.
AFP

Nenhum comentário:

Postar um comentário