Esta foto foi escolhida pela BBC 28 de setembro, 2012 como uma das 20 mais bonitas

Sejamos proativos nas questões relacionadas às mudanças climáticas, pois não seremos poupados de seus efeitos devastadores a curto e longo prazo.
gmsnat@yahoo.com.br
Um Blog diferente. Para pessoas diferentes!

Grato por apreciar o Blog.
Comentários relevantes e corteses são incentivados. Dúvidas, críticas construtivas e até mesmo debates também são bem-vindos. Comentários que caracterizem ataques pessoais, insultos, ofensivos, spam ou inadequados ao tema do post serão editados ou apagados.

EAD

segunda-feira, 24 de outubro de 2011

AMÉRICA ERA HABITADA POR CAÇADORES HÁ 14 MIL ANOS

O chamado “povo de Clóvis” não foi o primeiro a pisar o continente
A teoria de que os primeiros povoadores do continente americano teriam aparecido há 13 mil anos, a chamada cultura de Clóvis, há muito que é discutida e posta em causa. Uma investigação recente sobre fósseis descobertos nos anos 70 reforça a teoria de que havia já caçadores na América do Norte há aproximadamente 14 mil anos.
Mastodonte de Manis foi caçado há 13800 anos
O estudo da equipe do Centro de Geogenética da Universidade de Copenhague e do Centro de Estudos dos Primeiros Americanos da Universidade de Texas está agora publicada na revista «Science».
Foram uma ponta de lança e ossadas de um mastodonte (espécie de elefante pré-histórico do gênero Mamute) achados na estação arqueológica de Manis, no Estado de Washington que foram agora estudados com técnicas de alta precisão. Até agora a sua datação não era consensual.
Os investigadores utilizaram a espectrometria de massas (que analisa a composição dos elementos químicos e isótopos) para datar o carbono de amostras de colágeno de osso extraídas das ossadas de mastodonte e da ponta de lança.
Manis, situado na Península Olympic, perto da cidade de Sequim (Washington), tem o nome da pessoa que o descobriu em 1977. Foi em 8 de Agosto que o agricultor Emanuel Manis achou o mastodonte quando revolvia do solo da sua propriedade com uma retroescavadeira.
No primeiro dia de escavação arqueológica, liderada por Carl Gustafson, descobriu-se que o animal tinha uma seta espetada numa costela, o que tornou a descoberta ainda mais interessante. Em 1978, o sítio entrou para o Registo Nacional de Sítios Históricos dos EUA.

Nenhum comentário:

Postar um comentário