Esta foto foi escolhida pela BBC 28 de setembro, 2012 como uma das 20 mais bonitas

Sejamos proativos nas questões relacionadas às mudanças climáticas, pois não seremos poupados de seus efeitos devastadores a curto e longo prazo.
gmsnat@yahoo.com.br
Um Blog diferente. Para pessoas diferentes!

Grato por apreciar o Blog.
Comentários relevantes e corteses são incentivados. Dúvidas, críticas construtivas e até mesmo debates também são bem-vindos. Comentários que caracterizem ataques pessoais, insultos, ofensivos, spam ou inadequados ao tema do post serão editados ou apagados.

SENATED

SENATED
Senated - Seminário Nacional de Tecnologias na Educação - 100% ONLINE E GRATUITO de 22 a 28 de Outubro de 2017

quinta-feira, 27 de outubro de 2011

CAFÉ POSSUI EFEITO PROTETOR CONTRA O CÂNCER

O consumo de café pode estar diretamente relacionado com um menor risco de desenvolver câncer. A conclusão pertence a um estudo realizado por investigadores chineses e divulgado pela BioMed, que analisou 59 análises realizadas sobre o tema, as quais foram previamente avaliadas e selecionadas com base em variados critérios de confiabilidade.
O estudo verificou que o consumo de cada xícara de café por dia (125 mililitros) significava uma redução de três por cento no risco de desenvolver vários tipos de câncer, nomeadamente: bexiga, mama, boca, faringe, colo-retal, endométrio, hepatocelular, esófago, pâncreas, leucemia e próstata. Até agora, os benefícios do café apenas estavam associados ao último.
Consumo de cada xícara por dia significava uma redução de 3%.
A investigação partiu da comparação de todos os indivíduos envolvidos nos 59 estudos (um total de 2.179.126 pessoas) e constatou que para aqueles que consumiam baixas doses de cafeína por dia, o risco de desenvolverem câncer foi estipulado em 0,89 RR (Relative Risk – é calculado com a ajuda de fórmulas específicas que associam o grau do consumo de café ao desenvolvimento de certos tipos de câncer). A pesquisa concluiu ainda que para os que consumiam doses regulares, o risco decresceu para 0.87 RR e para os que consumiam altas doses da bebida, o risco situava-se nos 0.82 RR.
Por ano morrem, em Portugal, entre 20 mil a 25 mil pessoas de câncer (1/4 a 1/5 da mortalidade global). O câncer constitui assim a segunda causa de morte em Portugal, depois das doenças cardiovasculares. A mortalidade por doenças cancerígenas é mais elevada no homem do que na mulher (1,8 homens; 1,0 mulheres), sendo os cancros mais mortais, em Portugal, os da mama nas mulheres (32 por cento) e os da próstata nos homens (33 por cento).
O programa “Café e Saúde” foi implementado em Portugal, em 2007, pela AICC (Associação Industrial e Comercial do Café) com o objetivo de mudar a atitude dos profissionais de saúde relativamente ao consumo de café.
É uma iniciativa de informação, dirigida a profissionais de saúde, que procura esclarecer e desvendar mitos sobre a ingestão do café, reunir evidência científica quanto aos benefícios inerentes ao seu consumo na prevenção de algumas patologias e estimular o conhecimento específico sobre esta temática. Criado pela OIC (Organização Internacional do Café) apoia, atualmente, programas em Portugal, Espanha, Alemanha, Itália, Finlândia, França, Holanda, Rússia e Reino Unido.

Nenhum comentário:

Postar um comentário