Esta foto foi escolhida pela BBC 28 de setembro, 2012 como uma das 20 mais bonitas

Sejamos proativos nas questões relacionadas às mudanças climáticas, pois não seremos poupados de seus efeitos devastadores a curto e longo prazo.
gmsnat@yahoo.com.br
Um Blog diferente. Para pessoas diferentes!

Grato por apreciar o Blog.
Comentários relevantes e corteses são incentivados. Dúvidas, críticas construtivas e até mesmo debates também são bem-vindos. Comentários que caracterizem ataques pessoais, insultos, ofensivos, spam ou inadequados ao tema do post serão editados ou apagados.

EAD

quinta-feira, 25 de agosto de 2011

FURACÃO IRENE CHEGA NOS ESTADOS UNIDOS


Imagem do furacão Irene vista do espaço
Muito acima da Terra a partir a bordo da Estação Espacial Internacional, o astronauta Ron Garan tirou esta imagem (acima) de furacão Irene, uma vez que passou o Caribe sobre 22 de agosto de 2011. O Centro Nacional de Furacões observado em 22 de agosto que Irene deverá produzir precipitação total acumulações de 5 a 10 centímetros de diâmetro Puerto Rico, as Ilhas Virgens, República Dominicana, Haiti, Bahamas e sudeste das ilhas Turks e Caicos. Quantidades máximas isoladas de chuva pode chegar a até 20 polegadas. Crédito de imagem: NASA
O furacão Irene golpeava forte as ilhas Bahamas às 18h00 GMT (15h00 de Brasília) nesta quarta-feira com ventos de 195 km/h e se mantinha na categoria três enquanto avançava até o sudeste dos Estados Unidos, com o prognóstico de fortalecer-se ainda mais, disse o Centro Nacional de Furacões (NHC).
Os especialistas têm alertado para o fato de que o furacão pode obter um aumento de forças ao encontrar-se com as águas quentes do Caribe.
Com isso, Irene - o primeiro furacão da temporada 2011 no Atlântico - pode chegar à categoria 4 na quinta-feira, com ventos de até 217 km/h, sendo que a escala Saffir-Simpson estipula cinco níveis de intensidade, anunciaram os meteorologistas.
Antes do anoitecer, o furacão encontrava-se 45 km ao sudeste de Long Island, nas Bahamas, e 45 km ao sudeste de Nassau, disse o NHC.
"O núcleo do Irene percorrerá o sudeste e o centro das Bahamas pela noite e chegará ao noroeste das Bahamas na quinta-feira", disse o órgão.
Segundo o NHC, Irene é um grande ciclone tropical, cujas forças dos ventos estendem-se a até 95 km desde o centro.
A expectativa do NHC é que o furacão alcance a costa leste dos Estados Unidos no sábado, sendo principalmente perigoso para Carolina do Norte e do Sul, onde as autoridades já iniciaram alguns processos de evacuação de civis.
Os especialistas advertem ainda que ele pode avançar para Long Island em Nova York e partes da Nova Inglaterra, ao norte da costa leste do país.
"Temos profissionais preparados para atuar em relação aos possíveis impactos na Carolina do Norte e do Sul e na Nova Inglaterra", disse Craig Fugate, diretor do Escritório Federal para o Manejo de Emergências.
 Contudo, segundo Fugate, o fato de o furacão ter impactado uma área não quer dizer necessariamente que também o fará em outra.
 Na ilha Providencial (Turcos e Caicos), por onde passou o furacão, o aeroporto, os bancos e os supermercados permanecem fechados, além de haver danos nas linhas elétricas e entulho nas ruas.
 Na República Dominicana, uma pessoa desapareceu e mais de 30.000 foram evacuadas na passagem do furacão, na terça-feira.

3 comentários:

  1. O mundo do luxo está sendo subjugado pela fúria da natureza. É o que dá não ter respeito e gratidão pela mãe-Terra.

    ResponderExcluir
  2. Podia era cair todo tipo de catástrofe neste país, para pagar as atrocidades que eles fazem com os outros países. Furação é pouco, podia cair um meteorito cheio de radiotividade.

    ResponderExcluir
  3. As indústrias bélicas que eles possuem não vão salvá-los das catástrofes que causaram no planeta. Resta-nos apenas assistir as consequências.

    ResponderExcluir