Esta foto foi escolhida pela BBC 28 de setembro, 2012 como uma das 20 mais bonitas

Sejamos proativos nas questões relacionadas às mudanças climáticas, pois não seremos poupados de seus efeitos devastadores a curto e longo prazo.
gmsnat@yahoo.com.br
Um Blog diferente. Para pessoas diferentes!

Grato por apreciar o Blog.
Comentários relevantes e corteses são incentivados. Dúvidas, críticas construtivas e até mesmo debates também são bem-vindos. Comentários que caracterizem ataques pessoais, insultos, ofensivos, spam ou inadequados ao tema do post serão editados ou apagados.

EAD

sexta-feira, 19 de agosto de 2011

IDENTIFICADOS NOVOS ANTICORPOS DO VÍRUS DA AIDS


Descoberta abre novas pistas para investigação da vacina contra a doênça
Detalhes da estrutura de partículas do vírus HIV
Cientistas do Instituto de Investigação Scripps, nos Estados Unidos da América, identificaram novos e poderosos anticorpos do vírus da AIDS, que abrem novas pistas para a investigação da vacina contra a doença.
Os anticorpos são 'armas' de defesa do sistema imunológico contra os agentes infecciosos, vírus ou bactérias.
No caso do AIH, devido às múltiplas e rápidas mutações, os anticorpos produzidos pelos soropositivos são incapazes, na maioria das situações, de neutralizar o vírus.
De acordo com o estudo publicado na revista científica britânica Nature, os 17 novos anticorpos identificados foram isolados depois de extraídos de quatro soropositivos com uma forte resposta imunológica contra o vírus da AIDS.
A maior parte destes anticorpos é dez vezes mais poderosa do que os descritos recentemente (PG9, PG16 e VRC01) no âmbito das investigações sobre a vacina contra a AIDS, salientou a equipe de cientistas norte-americanos.
Os investigadores realçaram que certas combinações destes anticorpos conseguem um nível favorável de cobertura contra uma grande proporção de variantes do HIV.
Segundo os médicos, uma vacina capaz de impedir uma infecção com o vírus da AIDS e deverá desencadear no sistema imunológico a produção deste tipo de anticorpos antes de uma exposição ao agente patogênico.

Nenhum comentário:

Postar um comentário