Esta foto foi escolhida pela BBC 28 de setembro, 2012 como uma das 20 mais bonitas

Sejamos proativos nas questões relacionadas às mudanças climáticas, pois não seremos poupados de seus efeitos devastadores a curto e longo prazo.
gmsnat@yahoo.com.br
Um Blog diferente. Para pessoas diferentes!

Grato por apreciar o Blog.
Comentários relevantes e corteses são incentivados. Dúvidas, críticas construtivas e até mesmo debates também são bem-vindos. Comentários que caracterizem ataques pessoais, insultos, ofensivos, spam ou inadequados ao tema do post serão editados ou apagados.

SENATED

SENATED
Senated - Seminário Nacional de Tecnologias na Educação - 100% ONLINE E GRATUITO de 22 a 28 de Outubro de 2017

terça-feira, 27 de setembro de 2011

FUMAR PROVOCA MAIS DANOS ARTERIAIS NAS MULHERES


Fumar provoca mais danos arteriais nas mulheres do que nos homens, segundo os resultados do projeto IMPROVE, um estudo epidemiológico financiado com fundos europeus. Segundo o artigo, ao longo da nossa vida, a exposição ao tabaco influencia na espessura das paredes das artérias carótidas, em ambos os sexos, mas nas mulheres o efeito é dobrado.
Fumar não é saudável
A Sociedade Europeia de Cardiologia divulgou conclusões que incluíram 3587 pessoas (1694 homens e 1 893 mulheres) de diferentes países como a França, Itália, Holanda, Finlândia e Suécia. Através de uma sofisticada técnica de ecografia, a investigação seguiu a engrossamento das paredes das carótidas – artérias responsáveis por fornecer o sangue a toda a região da cabeça – dos voluntários e comprovou a presença de placas.
Para além de revelar que são mais afetadas pela quantidade de exposição ao tabaco, o feito do número de cigarros consumido por dia sobre a evolução de doenças é também cinco vezes maior. No entanto, falta ainda saber se estas associações não dependem de outros fatores, que possam influenciar na arteriosclerose, como a tensão arterial, o nível de colesterol, a obesidade, a idade e a extração social.
Elena Tremoli, do Instituto de Ciências Farmacológicas da Universidade de Milão (Itália) e diretora do projeto, referiu que “ainda se desconhecem as razões pelas quais o consumo de tabaco tenha um efeito maior nas mulheres, mas sabe-se que existe uma relação complexa entre o fumo e processos inflamatórios como a arteriosclerose”.
Segundo informou a Organização Mundial de Saúde (OMS), a maioria dos países europeus registram uma redução considerável no número de homens fumadores, especialmente na Itália e Finlândia, mas o número de fumadoras é praticamente o mesmo, ao longo dos últimos trinta anos. Os dados indicam mesmo que se verifica um aumento em Espanha e França.
Os investigadores referem ainda que outros fatores exercem um efeito diferencial nas artérias de ambos os sexos. Os avanços mostraram que enquanto os homens com um nível de estudos inferiores apresentavam as paredes das artérias menos espessas do que os com mais habilitações, as mulheres o mesmo não acontecia.
Proteína C reativa
O IMPROVE vem enfatizar a importância de relacionar o engrossamento da parede arterial por um lado, e a concentração da proteína C reativa (PCR) e o nível de leucócitos do outro. Ambos os índices de inflamação são bastante intensos nos homens, mas inexistentes nas mulheres.
“Se estratificarmos a população feminina conforme o consumo de tabaco, observa-se que entre as que fumam, a relação entre PCR e o engrossamento da parede arterial se assemelha à que é observada nos homens”, acrescentou a investigadora.
"As mulheres possuem uma proteção natural' contra doenças cardiovasculares, especialmente antes da menopausa, o que motiva os profissionais de saúde e investigadores a prestarem menos atenção à incidência de doença neste grupo”, explicou ainda.
O projeto IMPROVE foi concluído em 2007, e as diferencias entre sexos no que se refere ao tabaco não é um dos seus objetivos primordiais. O trabalho é um bom exemplo de como, após um período entre três e cinco anos, vão aparecendo resultados importantes e interessantes a partir de estudos acadêmicos. 

4 comentários:

  1. Não estou fazendo apologia ao fumo, mas há muito mais drogas permissíveis que são igualmente perigosas, como por exemplo o álcool. Não consigo compreender por que não fecham estas indústrias. Acredito que a dificuldade do acesso, diminuiria a procura. Existe uma porcentagem de pessoas que não conseguem eliminar o vício e é explicado pela medicina. Felizmente meu filho é avesso ao vício. Aconselho à todos que nunca se rendam à qualquer vício que contribua à malefícios irreversíveis para a vida.

    ResponderExcluir
  2. Qualquer vício é ruim. O indivídio tem que saber a hora de parar ou moderar o consumo de substâncias nocivas para o seu corpo.O importante é saber quem manda em quem, a mente ou as drogas.

    ResponderExcluir
  3. Larga esta porcaria de lado, até o cheiro é horrível.

    ResponderExcluir