Esta foto foi escolhida pela BBC 28 de setembro, 2012 como uma das 20 mais bonitas

Sejamos proativos nas questões relacionadas às mudanças climáticas, pois não seremos poupados de seus efeitos devastadores a curto e longo prazo.
gmsnat@yahoo.com.br
Um Blog diferente. Para pessoas diferentes!

Grato por apreciar o Blog.
Comentários relevantes e corteses são incentivados. Dúvidas, críticas construtivas e até mesmo debates também são bem-vindos. Comentários que caracterizem ataques pessoais, insultos, ofensivos, spam ou inadequados ao tema do post serão editados ou apagados.

quarta-feira, 28 de setembro de 2011

TATUAGENS DE ALTA TECNOLOGIA


Engenheiros criam dispositivo de monitorização super fino.
Engenheiros da Universidade de Illinois (UI), EUA, criaram um dispositivo que eleva as tatuagens a um outro patamar.
Trata-se de uma espécie de “chip” super fino que é aplicado na pele com a facilidade, flexibilidade e conforto de uma tatuagem temporária, mas que pode medir o ritmo cardíaco, as ondas cerebrais, a atividade muscular ou outros sinais vitais.
Dispositivo mede ritmo cardíaco, ondas cerebrais e atividade muscular
(foto:John A Rogers)
Os componentes electrônicos do dispositivo são colocados sobre uma membrana flexível de poliéster elástico que permite adaptar-se aos movimentos do corpo. Por isso pode dobrar-se, enrugar-se e esticar. A capa intermédia da tatuagem inclui os componentes metálicos, semicondutores e isolantes necessários para os sensores.
Esta tatuagem de alta tecnologia mistura electrônica e biologia e é denominada por Sistema Electrônico Epidérmico (EES). Para aplicá-la basta colocar sobre a zona desejada, passar água para aderir à pele e retirar o papel que assegura que permaneça colada.
Segundo o grupo de investigação liderado pelo professor de engenharia da UI, John A. Rogers, os sinais obtidos pela tatuagem “coincidem surpreendentemente bem” com os resultados obtidos através da monitorização convencional.
Muito além disso, a ideia de desenvolver dispositivos cômodos e pouco visíveis é não interferir na medição dos sinais vitais pois os resultados das pessoas que têm de andar com um aparelho para medi-los não são os mais confiáveis.
John A Rogers pretende converter este protótipo num produto comercial até 2013. Mais no futuro, aspira que este tipo de tatuagem temporária tenha outros usos além da monitorização.
NOTA: Será que não vai ser utilizado para fins escusos, como monitorar os passos e as mentes das pessoas, como já vimos nos filmes futurísticos?

Um comentário:

  1. Esse assunto me parece familiar. Será esta a marca da besta? rsrsrsrsrsr

    ResponderExcluir