Esta foto foi escolhida pela BBC 28 de setembro, 2012 como uma das 20 mais bonitas

Sejamos proativos nas questões relacionadas às mudanças climáticas, pois não seremos poupados de seus efeitos devastadores a curto e longo prazo.
gmsnat@yahoo.com.br
Um Blog diferente. Para pessoas diferentes!

Grato por apreciar o Blog.
Comentários relevantes e corteses são incentivados. Dúvidas, críticas construtivas e até mesmo debates também são bem-vindos. Comentários que caracterizem ataques pessoais, insultos, ofensivos, spam ou inadequados ao tema do post serão editados ou apagados.

EAD

terça-feira, 27 de setembro de 2011

PORTUGUESES APERFEIÇOA TRATAMENTO GENÉTICO CONTRA O CANCÊR


Uma equipe do Centro de Investigação em Ciências da Saúde (CICS) da Universidade da Beira Interior (UBI), na Covilhã, Portugal, está utilizando uma forma aperfeiçoada de usar material genético para tratamentos contra o câncer.
Os investigadores aplicaram “uma estratégia inovadora de purificação de moléculas de DNA e desenvolveram, posteriormente, nano partículas capazes de o introduzir no interior das células”, explicou Fani Sousa, uma das cientistas.
Os tratamentos contra o câncer com genes transportados em nano partículas consistem em minúsculas fitas de material genético agarradas a partículas (que podem ser de diferentes origens) que as transportam pelo corpo e depois as libertam. A terapia genética consiste na inserção de genes funcionais em células com genes defeituosos, de modo a substituir ou complementar esses genes causadores de doença.
No estudo foram usadas células cancerígenas do pulmão e colo do útero
No estudo da UBI, foram usadas células cancerígenas do pulmão e colo do útero, como modelo de estudo, porque “são células que se caracterizam pela sua capacidade de crescimento desregulado”.
O que torna o estudo diferente de todos os outros “é o modo de preparação com elevado grau de purificação que garante uma molécula de DNA livre de contaminantes”. Ou seja, será possível obter “um maior grau de eficácia” por cada partícula, segundo o estudo publicado no «Journal of Controlled Release».
O estudo está vertido num artigo científico subscrito por seis investigadores e associado ao projeto de “isolamento e purificação de DNA plasmídico para aplicação em terapia do câncer”.
O projeto é financiado pela Fundação para a Ciência e Tecnologia e integram a equipa: Ilídio Correia e Fani Sousa (orientadores), Filomena Silva, Ângela Silva, Catarina Paquete e Vítor Gaspar, membros do grupo de Biotecnologia e Ciências Biomoleculares do CICS.

Nenhum comentário:

Postar um comentário