Esta foto foi escolhida pela BBC 28 de setembro, 2012 como uma das 20 mais bonitas

Sejamos proativos nas questões relacionadas às mudanças climáticas, pois não seremos poupados de seus efeitos devastadores a curto e longo prazo.
gmsnat@yahoo.com.br
Um Blog diferente. Para pessoas diferentes!

Grato por apreciar o Blog.
Comentários relevantes e corteses são incentivados. Dúvidas, críticas construtivas e até mesmo debates também são bem-vindos. Comentários que caracterizem ataques pessoais, insultos, ofensivos, spam ou inadequados ao tema do post serão editados ou apagados.

SENATED

SENATED
Senated - Seminário Nacional de Tecnologias na Educação - 100% ONLINE E GRATUITO de 22 a 28 de Outubro de 2017

sábado, 17 de setembro de 2011

O CERRADO BRASILEIRO PEDE SOCORRO



Considerado a savana mais rica em diversidade do mundo e o maior produtor de grãos do Brasil, o Cerrado amarga a segunda posição no ranking dos biomas mais ameaçados do país, perdendo apenas para a Mata Atlântica. Somente neste ano, as queimadas foram responsáveis pela destruição de alarmantes 322,8 mil hectares, contra 1,678 milhão de hectares no ano passado, o que evidencia sua fragilidade.
Incêndio atinge área da Fazenda Santa Helena, em GO (Foto: AE)
Dados apresentados pelo Ministério do Meio Ambiente na última terça-feira (13) mostram  que o desmatamento acumulado até 2010 já atingiu 48,5% do bioma, uma área de 6.469 km². Apesar de tamanha fragilidade, a região ainda carece de políticas ambientais e programas voltados à proteção. 
Entre 2009 e 2010, o desmatamento no bioma aumentou 0,32%, sendo que os estados de Maranhão e Piauí apresentaram desmate mais acentuado. A agropecuária, o extrativismo de carvão vegetal e o crescimento urbano são apontadas pelo ministério como as principais causas do problema. 
Das queimadas, bastante comuns nesta época do ano por conta da baixa umidade, o caso mais grave aconteceu no Parque Estadual Serra de Caldas Novas, no interior de Goiás, que teve 60% da área de 2.200 hectares consumida pelo fogo. Tudo isso em menos de quatro horas.
Em encontro na Câmara dos Deputados quarta-feira, representantes do ministério, da Frente Parlamentar Ambientalista, associações de meio ambiente e ONGs ambientais defenderam a criação de uma lei específica para o Cerrado, em caráter emergencial, nos mesmos moldes da Lei da Mata Atântica. O objetivo é promover um marco regulatório em relação às atividades de exploração econômica no Cerrado. 
Na opinião do deputado Sarney Filho (PV-MA), coordenador da Frente Parlamentar Ambientalista, a contradição do processo está no fato de que o bioma é encarado por muitos apenas como fronteira de expansão agrícola, mas a produção de água desse ecossistema já é avaliada em estado crítico.
Cerrado abriga espécies de onça-pintada, listada no Brasil como ameaçada de extinção
Situação geográfica
O Cerrado possui cerca de 2 milhões de km² e o nível elevado de diversidade biológica é favorecido pela sua situação geográfica, já que abrange oito estados brasileiros: Minas Gerais, Goiás, Tocantins, Bahia, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Piauí e o Distrito Federal. O bioma tem áreas marginais na Bolívia e Paraguai. 
Ocupa o divisor de águas das grandes bacias fluviais do continente (Prata, Amazonas e São Francisco) e está em contato com formações abertas vizinhas como o Pantanal, o Chaco e a Caatinga e, por meio de matas ciliares, também está conectado à Amazônia e à Mata Atlântica. 
Exclusivo do Cerrado, tamanduá-bandeira está na lista de espécies em extinção
Fauna e flora
O Cerrado ostenta flora extremamente rica com 7.000 espécies de plantas, sendo 4.000 endêmicas desse bioma. Como compartilha espécies com os demais biomas, também abriga grande número de animais. São cerca de 2.500 espécies de vertebrados identificados, entre mamíferos, aves, répteis, anfíbios e peixes. 

Espécies ameaçadas como a onça-pintada, o tatu-canastra, o lobo-guará, a águia-cinzenta e o cachorro-do-mato-vinagre, entre outras, ainda têm populações significativas no bioma, reafirmando sua importância como ambiente natural. Vale ressaltar, contudo, que espécies exclusivas do Cerrado, como o tamanduá-bandeira, estão na lista dos animais brasileiros ameaçados de extinção. No total, 65 espécies do Cerrado estão em situação semelhante.

Fonte: Yahoo! Notícias

Um comentário:

  1. Parece que não há mais espaços para preservação das espécies mesmos, por mais otimistas que sejamos! Deveriam ter se preocupado em conter a natalidade a muito tempo. Quanto mais aumenta a população, maior é a devastação das reservas. Só não enxerga quem tem grandes interesses perversos de lucrar e viver apenas o presente.

    ResponderExcluir