Esta foto foi escolhida pela BBC 28 de setembro, 2012 como uma das 20 mais bonitas

Sejamos proativos nas questões relacionadas às mudanças climáticas, pois não seremos poupados de seus efeitos devastadores a curto e longo prazo.
gmsnat@yahoo.com.br
Um Blog diferente. Para pessoas diferentes!

Grato por apreciar o Blog.
Comentários relevantes e corteses são incentivados. Dúvidas, críticas construtivas e até mesmo debates também são bem-vindos. Comentários que caracterizem ataques pessoais, insultos, ofensivos, spam ou inadequados ao tema do post serão editados ou apagados.

EAD

quinta-feira, 22 de setembro de 2011

PRIMEIRA ENCICLOPÉDIA CIENTÍFICA ONLINE EM LÍNGUA PORTUGUESA JÁ PODE SER CONSULTADA


WikiCiências é portuguesa.
A primeira enciclopédia científica online em língua portuguesa dirigida a professores e alunos dos ensinos básico e secundário já pode ser consultada e até ao final do ano reunirá mil postagens.
A WikiCiências foi apresentada em Lisboa no final de junho, numa cerimônia em que serão entregues também os prêmios Casa das Ciências 2011.
Segundo explicou o editor-chefe da publicação e professor da Faculdade de Ciências da Universidade do Porto, José Ferreira Gomes, esta página contém o “léxico básico das disciplinas científicas do ensino básico e secundário, como a Matemática, a Biologia ou a Física”.
Depois de identificado o número de termos a recolher, entre 200 e 600 por cada disciplina, começaram a ser preparados textos com a colaboração de professores e investigadores do Ensino Superior. “O modelo da WikiCiências é colaborativo e os artigos ficam com indicação do autor e do editor, quem aprovou, o que funciona como certificação do texto que é apresentado”, disse José Ferreira Gomes.
Neste momento, há 400 termos já publicados e 500 em processo de avaliação e melhoria. “Lentamente iremos caminhar para alguns milhares de termos”, afirmou, acrescentando que até ao final do ano deverão estar disponíveis mil entradas na enciclopédia.
A Casa das Ciências é um projeto da Fundação Calouste Gulbenkian para promoção da aprendizagem das ciências nos ensinos básico e secundário. O prêmio visa distinguir os materiais “cientificamente corretos e didaticamente mais relevantes” utilizados pelos professores nas aulas.
“Desafiámos os professores a partilharem os materiais que usam nas aulas. Fizemos a recolha ao longo de um ano e, de entre todos, cerca de cem, selecionamos os melhores”, explicou José Ferreira Gomes.

Nenhum comentário:

Postar um comentário