Esta foto foi escolhida pela BBC 28 de setembro, 2012 como uma das 20 mais bonitas

Sejamos proativos nas questões relacionadas às mudanças climáticas, pois não seremos poupados de seus efeitos devastadores a curto e longo prazo.
gmsnat@yahoo.com.br
Um Blog diferente. Para pessoas diferentes!

Grato por apreciar o Blog.
Comentários relevantes e corteses são incentivados. Dúvidas, críticas construtivas e até mesmo debates também são bem-vindos. Comentários que caracterizem ataques pessoais, insultos, ofensivos, spam ou inadequados ao tema do post serão editados ou apagados.

EAD

sexta-feira, 2 de setembro de 2011

SENSOR IMPLANTADO PARA MONITORAR DESENVOLVIMENTO DE TUMORES CANCERÍGENOS


Uma equipe de investigadores alemães, da Technical University Munich (TUM), liderada por Sven Becker, desenvolveu um sensor que pode ser implantado junto de tumores para monitorizar o seu crescimento. A aplicação capta níveis de oxigênio próximos do tecido para detectar se o tumor está se desenvolvendo.
Os resultados são posteriormente transmitidos por ‘wireless’ à equipe médica – reduzindo a necessidade de scanners e idas frequentes ao hospital para vigiar o crescimento do tecido. Por exemplo, se os níveis de oxigênio descerem demasiado, poderá indicar um crescimento mais agressivo e alertar o corpo clínico.
Os especialistas esperam com isto conseguir tratamentos mais direcionados e menos agressivos. Os engenheiros médicos da TUM pretendem agora desenvolver um aparelho que inclua medicação para que esta possa aplicar diretamente doses terapêuticas de quimioterapia na área afetada. Assim, os pacientes serão tratados mais rapidamente e de forma menos tóxica.
Aplicação capta níveis de oxigênio próximos do tecido
O sensor ainda está em fase de desenvolvimento, mas os cientistas consideram que possa estar pronto dentro de dez anos para uso médico.

2 comentários:

  1. Como estas pesquisas demoram para efetivarem! Mas é uma excelente descoberta.

    ResponderExcluir
  2. A ciência avança rapidamente, mais o sentimento humano retroage com a mesma intensidade.

    ResponderExcluir